João Pessoa 18/06/2018 11:10Hs

Início » Brasil » Câmara suspende atividades, não suas despesas

Câmara suspende atividades, não suas despesas

Dados estão na coluna do jornalista Cláudio Humberto, do Metro Jornal

Sessão plenária na Câmara dos Deputados

Sessão plenária na Câmara dos Deputados

A suspensão das atividades da Câmara dos Deputados, decidida pelo presidente interino da Casa, Waldir Maranhão (PP-MA), não foi seguida da suspensão das despesas rotineiras dos parlamentares e seus estafes. Os dados são apresentados na coluna de hoje do jornalista Cláudio Humberto, do Metro Jornal.

Como aponta o colunista, ganhando R$ 33,7 mil por mês, mais R$ 92 mil de verba de gabinete e R$ 45,6 mil de “cota para o exercício parlamentar”, cada deputado custa R$ 171,4 mil por mês (R$ 5,7 mil por dia) à Câmara dos Deputados, apareça ou não para trabalhar.

Também seguem ativos os gastos dos deputados com celulares, passagens aéreas, restaurante, selos e combustíveis. O movimento na Casa deve voltar ao normal a partir de 5 de julho.

Deboche

O deputado Miro Teixeira (Rede-RJ) está indignado com a suspensão de atividades à revelia dos parlamentares, que serão cobrados. “É um deboche”, ataca. “Ele (Waldir Maranhão) não tem respeito por ninguém”, diz Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ) sobre o presidente interino da Câmara.

Band