João Pessoa 24/04/2018 03:14Hs

Início » Brasil » Dallagnol faz corrente para pedir assinaturas pró-prisão após 2ª Instância

Dallagnol faz corrente para pedir assinaturas pró-prisão após 2ª Instância

Coordenador da Lava Jato usou WhatsApp - Diz estar em jejum por julgamento de Lula

Curitiba- PR- Brasil- 24/10/2016- O o juiz Sergio Moro e o procurador Deltan Dallagnol, durante sessão especial na Assembléia Legislativa do Paraná (ALEP). Foto: Pedro de Oliveira/ ALEP

Dallagnol afirmou que o futuro da Lava Jato depende do SupremoPedro de Oliveira/ ALEP –

O coordenador da Lava Jato no Paraná, procurador Deltan Dallagnol, está encaminhando pelo WhatsApp pedido de assinaturas para petição que pressiona o STF em relação a manter a jurisprudência sobre a 2ª Instância. “Se você é a favor da prisão após a 2ª Instância, assine também e compartilhe essa mensagem“, diz o procurador.

A mensagem completa diz:

“Conversando com amigos, percebi que não compreendiam a importância da decisão que o Supremo tomará na próxima 4ª feira. Não se trata de Lula, mas é a impunidade de TODOS os poderosos que está em jogo, na Lava Jato e além. Estamos prestes a ter uma justiça penal de faz de conta para poderosos, que passa a mensagem de que o crime compensa no Brasil. Por isso, escrevi este artigo. Compartilhe para que todos entendam os efeitos da decisão sobre todos nós!!

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2018/04/02/artigo-a-decisao-no-caso-lula-e-a-impunidade-sistemica.htm

Deltan Dallagnol

Gente, preocupados com a decisão, não só Deltan Dallagnol, da Lava Jato, mas mais de 4 mil promotores e juízes assinaram um abaixo assinado em favor da prisão em segunda instância. O Observatório Social do Brasil fez um abaixo assinado aberto para todos os cidadãos. Se Você é a favor da prisão após a segunda instância, assine também e compartilhe esta mensagem!

https://www.change.org/p/presidencia-stf-jus-br-observat%C3%B3rio-social-do-brasil-cria-este-abaixo-assinado-para-pressionar-stf

O abaixo-assinado foi produzido pelo Observatório Social do Brasil, entidade da sociedade civil de combate à corrupção. Mais de 72.000 pessoas já assinaram o pedido. O abaixo-assinado visa principalmente os ministros Marco Aurélio Mello, Ricardo Lewandowski e Gilmar Mendes. A presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, também está na lista das entidades.

Neste domingo (1º.abr.2018), Deltan afirmou que estaria de “jejum, oração e torcendo” para que o STF não alterasse o entendimento sobre 2ª Instância. Para ele, o julgamento do habeas corpus do Lula nesta 4ª feira (4.abr.2018) é o dia D da luta contra a corrupção na Lava Jato.

4ª feira é o dia D da luta contra a corrupção na . Uma derrota significará que a maior parte dos corruptos de diferentes partidos, por todo país, jamais serão responsabilizados, na Lava Jato e além. O cenário não é bom. Estarei em jejum, oração e torcendo pelo país.

Deltan ganhou apoio do juiz da Lava Jato no Rio de Janeiro, Marcelo Bretas. O magistrado disse que iria acompanhar Deltan em oração

Caro irmão em Cristo, como cidadão brasileiro e temente a Deus, acompanhá-lo-ei em oração, em favor do nosso País e do nosso Povo.

Poder360