João Pessoa 20/07/2018 12:10Hs

Início » Brasil » Mala vazia: suspeita de bomba é descartada no Shopping da Bahia

Mala vazia: suspeita de bomba é descartada no Shopping da Bahia

Nesta segunda (7), cinco lojas foram fechadas durante a operação do Esquadrão de Antibombas do Bope.

A  suspeita de bomba dentro do Shopping da Bahia foi descartada, após a polícia verificar que mala  e mochila onde estariam os artefatos  estavam vazias na tarde desta segunda-feira (7). Por volta das 14h, os  Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) da Polícia Militar abriram os objetos suspeitos  e constataram que não havia nada dentro.

O  primeiro objeto  encontrado foi a  mala vazia, na escada  que divide o primeiro e o segundo piso do shopping. O segundo objeto suspeito foi a  mochila vermelha  no banheiro do térreo. De acordo com o capitão  Erico de Carvalho, da Companhia de Antibomba do Bope, uma parte dos polícias do batalhão  foram deslocados  para o local. “Nós  mobilizamos uma parte da equipe para essa operação, mas nada foi encontrado. O que preocupa é que é a gente pode deixar  de atender uma ocorrência real de explosivo”, falou.

Ainda segundo o capitão, o Bope precisou seguir um protocolo internacional para realizar a investigação. “A gente precisou isolar uma parte da área, utilizar os trajes de antifragmentação, que são as roupas,  fizemos aproximação com raio-x e levamos a placa para verificar o que realmente tinha na mala e na mochila”,  explicou.

Por conta da suspeita de bomba, as lojas Americanas, Nunes Calçados, Red’s Calçados, Smartlet e a farmácia Drogasil, situadas no entorno do local,foram fechadas por cerca de duas horas. O atendente da Nunes Calçados, Carlos Alexandre, falou que o  falso atentado prejudicou  as vendas do local. “ A loja estava até cheia quando o  pessoal da polícia chegou mandando todo mundo sair”, contou.

Logo após o final da operação, o motorista Antônio Oliveira disse existe ataque a bomba em Salvador.  Enquanto a polícia retirava os objetos do local, ele brincou: “Bomba na Bahia? Aqui,  só no São João. Salvador  não é Iraque, não”.

A  testemunha Enilde Sena de Oliveira  foi pagar uma conta do banco próximo ao local e parou no local  para observar a operação.Curiosa, ela contou que ficou preocupada porque os ataques de bombas estão cada vez mais recorrentes. “Acontece em todo lugar e também pode acontecer aqui”, falou. “Mas no final não foi nada, acho que deve ter sido trote”, completou.

A Secretaria da Segurança Pública (SSP)  informou, por meio de nota, que o  trote vai ser investigado pela polícia, que vai analisar as imagens das câmeras de segurança do shopping para identificar os responsáveis pelo abandono das sacolas. A polícia vai investigar também a relação entre o abandono das sacolas e uma ligação feita por homem hoje ao 190, afirmando que tinha abandonado uma bomba no estabelecimento.

Metrô

No mês passado, a estação de Brotas do metrô foi evacuada, após uma suspeita de bomba dentro de uma lixeira. O Bope usou equipamentos de detecção de imagens para analisar a mochila, que depois foi aberta pelos policiais. Na sacola, havia lixo.

O dono da mochila, Enéas Sena, 48 anos, contou depois que tinha o hábito de jogar o lixo de casa na estação, já que mora próximo ao local.

“Eu junto o que tem de lixo e no caminho jogo fora. Hoje coloquei tudo em uma mochila velha, que já queria jogar fora. Passei na escola do meu filho, entrei na estação e joguei na lixeira. Depois fui trabalhar. Eu joguei na lixeira da estação porque era um material que poderia ser reciclado”, contou. Dentro da mochila havia muitos papéis, material que foi usado na festa de aniversário de 3 anos do filho, que aconteceu no final de semana.

Correio da Bahia