João Pessoa 18/06/2018 11:22Hs

Início » Brasil » Matemático brasileiro ganha maior prêmio científico da França.

Matemático brasileiro ganha maior prêmio científico da França.

Diretor do Impa, carioca Marcelo Viana receberá mais de R$ 800 mil para pesquisas.

cariocaO carioca Marcelo Viana é diretor-geral do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), que organiza a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas

RIO — Um brasileiro receberá, pela primeira vez, o Grande Prêmio Científico Louis D., principal láurea científica da França, oferecida pelo Institut de France, que congrega cinco academias do país. Diretor-geral do Instituto de Matemática Pura e Aplicada (Impa), o carioca Marcelo Viana, de 54 anos, será também o primeiro matemático a receber essa honraria, no próximo dia 8, durante uma cerimônia em Paris.

 

Experimento. Alunos em laboratório da Escola Parque: atividades interdisciplinares e trabalhos em grupo evitam que o currículo seja voltado apenas ao preparo para o vestibular, apontado como um dos maiores limitadores à inovação
Pesquisadores criticam ensino ‘decoreba’ de ciências nas escolas do país
Centro de pesquisas de ponta, reconhecido internacionalmente, o Impa também organiza a Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP), uma competição anual que envolve milhares de instituições de ensino brasileiras e da qual já participaram milhões de estudantes.

O estudo que lhe rendeu o prêmio foi sobre sistemas dinâmicos e envolve várias áreas da geometria. O trabalho teve coordenação dele e do matemático francês François Labourie, da Universidade de Nice. Os dois dividirão o prêmio de 450 mil euros — sendo 10% para os autores e 90% para financiar pesquisa lideradas por eles.

No Impa, o prêmio será usado pelos próximos cinco anos e prevê um estreitamento da colaboração com pesquisadores franceses. A parte da verba utilizada para pesquisas no Brasil — mais de 200 mil euros, o que equivale a mais de R$ 800 mil — também será usada para financiar viagens de intercâmbio. A prioridade será de matemáticos jovens, com até dez anos após o doutorado.

Em 2014, o pesquisador do Impa Artur Ávila recebeu a Medalha Fields, conhecida como o Nobel da Matemática. Um ano depois, ele foi nomeado, devido a esse feito, cavaleiro da Legião de Honra da França.

A Câmara dos Deputados instituiu os anos de 2017 e 2018 como o Biênio da Matemática no Brasil. No ano que vem, o Impa vai organizar no Rio a Olimpíada Internacional de Matemática, e, em 2018, o Congresso Mundial de Matemática, com 5 mil pesquisadores da elite mundial da área.

O Globo