João Pessoa 23/05/2018 20:42Hs

Início » Brasil » Menina que sumiu conseguiu escapar de cativeiro pela janela, dizem parentes

Menina que sumiu conseguiu escapar de cativeiro pela janela, dizem parentes

Desaparecida desde domingo à tarde, Vitória Oliveira foi encontrada num posto, às margens de uma rodovia de Maricá

sequestro menina rioRio – O desespero de uma família que chega ao fim. Desaparecida desde domingo à tarde, Letícia Vitória da Silva Oliveira, de 11 anos, foi encontrada por policiais nesta segunda-feira em um posto de gasolina de Maricá, na Região dos Lagos, próximo a uma rodovia. Parentes da menina confirmam que Vitória fugiu do local onde era mantida refém.

“Ela estava em cativeiro e fugiu pela janela, pegou um ônibus e desceu em um posto. Ela está muito assustada e traumatizada. Temos certeza de que ela foi coagida, mas não sabemos se chegou a ser agredida. Ainda nem conversei com ela. A mãe a levou para fazer exame de corpo de delito. Ela chora muito”, contou ao DIA o primo da menina Carlos Henrique Santos, 32 anos, técnico em eletricidade.

De acordo com o delegado da Divisão de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) Fábio Barucke, os pais da menina estão sendo ouvidos.Detalhes sobre a menina ter sido mantida refém num cativeiro ainda serão esclarecidos, disse o titular da DP.

“Há imagens dentro de um ônibus em que Letícia aparece com um amigo, também estudante, voluntariamente, sem aparentar nervosismo. Os dois estava a caminho da casa do rapaz”, afirmou Barucke.

Vitória sumiu quando foi levar uma sacola na casa da vizinha, no bairro Mumbuca, também em Maricá, por volta das 17h40. Parentes da menina suspeitaram de um carro branco de algum desconhecido que estaria rodando a região momentos antes do desaparecimento da garota.

Os familiares registraram a ocorrência na 82ªDP (Maricá), mas, o caso foi encaminhado para DHNSGI e agentes da especializada faziam buscas para ajudar a encontrar Letícia.

Pelas redes sociais, amigos lamentavam o desaparecimento dela e pediam informações sobre o paradeiro.

O Dia