João Pessoa 18/07/2018 22:37Hs

Início » Brasil » Na Bahia, 15 prefeitos ganham mais do que o governador

Na Bahia, 15 prefeitos ganham mais do que o governador

Quinze prefeitos de municípios baianos têm salário maior do que o  governador Rui Costa (PT), que ganha mensalmente R$ 22,4 mil. Quem tem a maior remuneração é o prefeito de Paulo Afonso, Luiz de Deus (PSD), com R$ 33,7 mil mensais, cerca de 50% maior do que o salário de Rui. Depois vem Fernando Gomes (sem partido), de Itabuna, com R$ 30 mil, seguido por Dinha Tolentino (MDB), de Simões Filho, com R$ 26,8 mil. Empatadas na quarta posição estão Cláudia Oliveira (PSD), de Porto Seguro, e Moema Gramacho (PT), de Lauro de Freitas, com R$ 26 mil. O prefeito de Juazeiro, Paulo Bomfim (PCdoB), cujo salário é de R$ 25.502, completa o top five.

Dez maiores
Outros três chefes de executivos municipais aparecem empatados com R$ 25 mil: Jairo Magalhães (PSB), de Guanambi, Timoteo Brito (PSD), de Teixeira de Freitas, e Alan Vieira, de Riacho de Santana. A lista dos dez salários mais elevados, todos maiores do que o contracheque de Rui, tem ainda a prefeita de Maragogipe, Vera Lúcia (PR), com R$ 24,5 mil.

Continua…
A lista dos prefeitos com salários maiores do que os vencimentos de Rui tem o chefe da prefeitura de Casa Nova, Wilker Torres (PSB), com R$ 23,9 mil, seguido por Orlando Peixoto (PT), de Cruz das Almas, com R$ 23,8 mil. Pedro Oliveira (PSC), de Curaçá, tem remuneração mensal de R$ 22,7 mil e vem logo depois. Completam o ranking os prefeitos de Campo Formoso, Rose Menezes (PSD), de Ipirá, Marcelo Brandão (DEM).

Queixa
Integrantes da oposição da Câmara de Salvador andam insatisfeitos com a  postura da nova líder do bloco, a vereadora Marta Rodrigues (PT). A avaliação  é que Marta deve ter uma conduta mais “aguerrida” no comando da bancada.  Eles dizem que a petista tem um “discurso muito filosófico”.

Na mira do MP
O Ministério Público estadual (MP) deu continuidade às investigações por supostas irregularidades em licitações realizadas pela direção do Hospital Geral Menandro de Farias, em Lauro de Freitas. O inquérito foi instaurado em 2016 e foi prorrogado na última semana por mais um ano.

Entrelinhas
Por trás da ida do deputado estadual Vitor Bonfim para o PR estão  insatisfações dele com a antiga sigla, o PDT. Enquanto era secretário estadual  da Agricultura (posto que deixou na última sexta), Bonfim direcionou as emendas federais para municípios que  integram a base dele. A nova secretária, Andrea Mendonça, barrou a  movimentação assim que assumiu. Inconformado, preferiu deixar o partido.

Patrimônio
Depois de propor o tombamento da Ladeira da Montanha, a vereadora Rogéria Santos (PRB) apresentou projetos de lei sugerindo que o Largo da Lapinha e o Porto da Barra sejam tombados como patrimônio cultural de Salvador. Ela encaminhou as duas proposições à Câmara Municipal na última sexta.

É um projeto simples que evita que símbolos ruins sejam homenageados por interesse de um partido. O espaço público não é lugar para homenagear ditador, terrorista ou qualquer criminoso que venha a ter afinidade com um grupo político em questão”, Alexandre Aleluia, vereador, do DEM, ao apresentar um projeto de lei que veda homenagem a condenados, ditadores e terroristas

“Creio que o maior problema no sistema de travessias seja operacional. A ineficiência da Internacional Travessias, sob a conivência da Agerba, somada à omissão do governo do estado, geram, entra ano sai ano,  essa constante falta de respeito com a população”, Hildécio Meireles, deputados estadual, do PSC, ao criticar o que considera “lamentável serviço prestado pela Internacional Travessias no ferryboat”

Correio da Bahia