João Pessoa 25/06/2018 11:42Hs

Início » Brasil » Restaurante faz promoção de ‘Lula frita’ em Curitiba para comemorar depoimento de Lula na Lava Jato

Restaurante faz promoção de ‘Lula frita’ em Curitiba para comemorar depoimento de Lula na Lava Jato

lulafritaSexta-feira é dia de lula frita em Curitiba, literalmente. Uma rede de restaurantes de comida oriental na capital paranaense criou uma promoção que viralizou nas redes sociais. No dia em que o ex-presidente Lula teve a vida devassada pela Polícia Federal, o restaurante Taisho ofereceu o prato “comemorativo” com 50% de desconto.

“Em comemoração a esta sexta-feira maravilhosa, colocamos nosso prato Lula ‘frita’ à milanesa com desconto de 50% no jantar no Taisho I! Se preferir peça também on line!’, escreveu a rede em seu post no Facebook.

A publicação viralizou e já ultrapassou as 16 mil curtidas e 13 mil compartilhamentos na rede social. A repercussão foi tão grande, que a promoção, criada para apenas uma unidade, passou a valer para todas. Segundo a gerência do Taisho, a ideia partiu a equipe de marketing da empresa, da agência Mind Comunicação e Marketing, de Curitiba.

A ação de marketing, no entanto, dividiu opiniões dos clientes e internautas: “Sou muito a favor de marcas que se posicionam! É isso aí Taisho. Marcas tem que ter identidade. Nota mil para vocês! De uma Professora de Marketing”, comentou uma seguidora, que recebeu o agradecimento da página. “Parabéns Taisho!! Precisamos de mais estabelecimentos como o de vocês. Criativo e inteligente! Pensando fora da caixa real!”, disse outra.

Por outro lado, também teve cliente que se sentiu ofendido pela iniciativa: “Vamos lembrar de nunca mais voltar no Taishô. Um dos meus restaurantes preferidos apoiou o golpe e perde hoje 4 clientes. Essa postura ridícula não é digna da postura de um restaurante que atende a todo tipo de público curitibano. Adeus, Taishô. Sinto também que vcs perderão mais clientes do que nós daqui pra frente. Isso porque com essa ofensiva da direita o consumo em geral tende a cair junto com a renda. Foi nesses últimos anos que pudemos consumir no Taishô, assim como outras centenas de pessoas que antes não podiam. Agora buscaremos opções mais democráticas e respeitadoras de seus clientes, em geral”.

Como resposta à crítica, o restaurante disse que não se posicionou contra ou a favor de Lula, apenas aproveitou a oportunidade.

“É uma pena pois em momento algum tomamos partido e nem tomamos, apenas aproveitamos uma mídia espontânea. Em nenhum momento falamos sobre política!! e nunca falaremos!”, escreveu o perfil do Taisho.

Nesta sexta-feira, a Polícia Federal promoveu uma nova fase da Operação Lava-Jato, denominada “Aletheia”. Ao longo de toda a manhã, 11 pessoas foram levadas a depor coercitivamente, entre elas Lula, e 33 endereços foram alvos de mandados de busca e apreensão, boa parte deles relacionados a familiares e amigos do ex-presidente.

O Dia