João Pessoa 25/05/2018 12:39Hs

Início » Brasil » Salgueiro e Beija-Flor são as escolas favoritas para este ano

Salgueiro e Beija-Flor são as escolas favoritas para este ano

Vermelho e Branco é apontada por oito de 12 feras da folia como provável vencedora do Carnaval

salgueiroDesfile do Salgueiro no ano passado foi impecável, apesar de a escola da Tijuca não ter sido campeã. Este ano, muita gente aposta nela

Rio – Samba de qualidade, enredo com a cara da escola, bateria impecável e um casal de carnavalescos que faz desfiles como ninguém. A mistura destes ingredientes faz do Salgueiro o grande favorito ao Carnaval deste ano.

Este foi o resultado do Bolão do Carnaval feito pelo DIA com quem acompanha de perto os barracões e as escolas ao longo do ano. Oito dos 12 participantes apostaram suas fichas na escola que levará para a Avenida a Opéra dos Malandros, amanhã à noite.

Desfile do Salgueiro no ano passado foi impecável, apesar de a escola da Tijuca não ter sido campeã. Este ano, muita gente aposta nela

Foto: Alexandre Brum / Agência O Dia

Em segundo lugar vem a Beija-Flor, que contará a história do Marquês de Sapucaí. A força dacomunidade e a competência do diretor de Carnaval Laíla fez com que quatro participantes apontassem a escola como a segunda colocada. Outros cinco acreditam que virá em terceiro lugar. Ou seja, a segunda força vem de Nilópolis.

Em terceiro lugar vem a Portela. Junto com Salgueiro e Beija-Flor, foram as únicas que receberam votos de todos os participantes, o quer dizer que no Sábado das Campeãs, independentemente das colocações, o trio estará de volta à Sapucaí.

“O Salgueiro concilia enredo de apelo, samba e auxílios espirituais conspirando a favor com o pistolão de Seu Zé Pelintra. Não tem como não ser favorito”, brinca o colunista do DIA, Luiz Antônio Simas.

Vozes dissonantes no bolão, Daniela Safadi, do site Carnavalesco, parceiro do DIA na cobertura do Carnaval, e Luise Campos, do site Rádio Arquibancada, apostaram em Unidos da Tijuca e Imperatriz Leopoldinense, respectivamente, como as vencedoras dos desfiles.

Foto: Arte O Dia

“A disputa vai ser acirrada. Está tudo muito equilibrado. Mas vejo a Tijuca um pouco à frente em evolução e harmonia”, aposta Daniela.

A força da dupla Zezé di Camargo e Luciano, enredo da Imperatriz, vai fazer a diferença para Luise Campos. Ela lembra, também, que o samba da escola de Ramos é considerado o melhor do ano pelo júri do DIA.

“O samba e o enredo podem fazer a diferença, além de a Imperatriz ser uma escola que se destaca por desfilar sem cometer muitos erros. Já o Salgueiro tem o favoritismo para administrar e a história do Carnaval mostra que ele quase nunca se confirma”, lembra Luise.

Portelense de coração, o prefeito Eduardo Paes aposta no talento de Paulo Barros para tirar a escola da fila. Desde 1980 a Águia não vence o Carnaval. “Este ano a gente leva. Pode apostar. Chega de bater na trave”, disse o prefeito.

Segredos 

Mistério é a marca do Salgueiro, que quer surpreender na Avenida: Um barracão escondido a sete chaves e um patrocinador não revelado ajudam a criar um clima de mistério em relação ao desfile do Salgueiro. No ano passado, o carnavalesco Renato Lage disse durante a Carnavália, feira de negócios ligados à folia, que a escola conta com um poderoso “patrocinador espiritual”.

Inicialmente, se falou em um grupo de empresários ligados ao candomblé, que teriam recebido um pedido de Zé Pelinta, entidade cultuada nas religiões de matriz africana, para que financiassem um enredo sobre ele e a malandragem, de uma forma geral.

Há quem garanta, no entanto, que o patrocinador é o bicheiro José Caruzzo Scafura, o Piruinha, devoto de Zé Pelintra, que teria doado uma boa quantia à escola para desenvolver o enredo.
Apesar de torcedor do Império Serrano, Piruinha tem comparecido a todos os ensaios do Salgueiro, e escolheu a escola por ter as cores preferidas de Zé Pelintra.

O DIA não conseguiu contato com Piruinha. As lendas, no entanto, já fazem do Salgueiro a escola mais falada neste dias que antecedem o desfile. Resta saber se o favoritismo se confirmará na Avenida.

O Dia