João Pessoa 14/08/2018 08:42Hs

Início » Câmara em foco » Comissão de Orçamento aprova relatório da LOA e matéria deve ser votada nesta quarta na Câmara de João Pessoa

Comissão de Orçamento aprova relatório da LOA e matéria deve ser votada nesta quarta na Câmara de João Pessoa

Na LOA 2018 há 243 emendas impositivas, 89 de remanejamento e uma modificativa; no total são 333 matérias

A Comissão de Orçamento e Finanças da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) se reuniu na manhã desta terça-feira (26) para analisar o relatório da Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2018. Na reunião, estiveram presentes o presidente da Comissão, Bispo Zé Luiz (PRB), Damásio Franco Neto (PP), Marmuthe Cavalcanti (PSD), Luis Flávio (PSDB), e o relator da LOA, Dinho (PMN). O chefe de gabinete da PMJP, Zennedy Bezerra (PMN) acompanhou a reunião como representante da PMJP. O relatório foi aprovado, e segue amanhã para aprovação no plenário da Casa.

Uma alteração foi feita na peça para que seguisse para votação. Houve uma alteração no remanejamento. A sessão plenária foi aberta, e logo em seguida fechada, para que os esforços que se concentrassem nas comissões. A última reunião das duas comissões aconteceram nesta terça-feira (26).

Na LOA 2018 há 243 emendas impositivas, 89 de remanejamento e uma modificativa. No total são 333 matérias.

O Bispo Zé Luiz fez um balanço positivo das ações em torno da questão. “A novidade foram as emendas impositivas, que estamos estreando agora para 2018. No mais, é o que acontece todos os anos com relação a essa peça orçamentária, que é PPA, LDO, isso é mera repetição do ano passado”, disse; rechaçando a possibilidade que a Câmara sofreu pressão para aprovação da LOA.

Questionado se aprovar um orçamento com possibilidade de remanejamento e suplementação seria uma espécie de falta de planejamento, o Bispo desconversou. “Tem que saber do próprio prefeito, se é falta de planejamento ou o quê que ele está pensando. Analisando o que o prefeito vem fazendo pela cidade, acho que ele vai procurar fazer o melhor, isso não tenho dúvida”, declarou.

Reajuste dos servidores

A data-base dos servidores públicos municipais ficou acertada para junho do próximo ano, período em que Luciano Cartaxo (PSD) pode nem estar a frente da gestão municipal, já que pode ser candidato a governador no pleito eleitoral de 2018.

Sobre esta questão, o Bispo disse que Cartaxo deve estar em contato com o vice-prefeito Manoel Junior (PMDB) tratando sobre o reajuste. “Acredito que em relação a isso ele deve ter conversado ou está conversando seu vice, Manoel Junior. Se por acaso não for no período que ele esteja a frente da prefeitura, aí vai ser Manoel Junior. Se for com ele a frente, ele obviamente que dará o reajuste”, disse.

Blog do Gordinho