João Pessoa 25/05/2018 20:31Hs

Início » Câmara em foco » Depois de Gervásio Maia, mais um parlamentar anuncia desfiliação ao PMDB na Paraíba

Depois de Gervásio Maia, mais um parlamentar anuncia desfiliação ao PMDB na Paraíba

Fernando Milanez disse ainda que já recebeu o convite de várias legendas para se filiar, mas não quis antecipar nenhum nome

fernando milanes 1O PMDB da Paraíba terá mais uma baixa nos seus quadros nos próximos dias. O vereador Fernando Milanez admitiu nesta segunda-feira (7), ao Blog do Gordinho, que deixará o partido. Ele afirmou que entregará sua ficha de desfiliação ao senador José Maranhão, presidente estadual do partido no estado, até o próximo dia 18, quando também anunciará a legenda que irá ingressar.

“No PMDB não tem espaço. Vou entregar minha desfiliação ao senador José Maranhão e tenho até o dia 18 para sair, com base na janela partidária. Eu podia sair até fazendo críticas, mas farei com respeito”, explicou o vereador, que voltou a afirmar que não concorrerá novamente a um novo mandato na Câmara Municipal.

O vereador tem demonstrado insatisfação com algumas lideranças peemedebista e reclamado da falta de espaço no PMDB, desde as eleições de 2014, mas se mantive na legenda, apesar do descontentamento. Segundo ele, Maranhão é “o dono do PMDB”, mas que por causa da história do senador na política, o seu comando não pode ser negado.

“Eu discordo em muitas coisas de Maranhão, mas devido sua trajetória política não posso negar o comando dele no PMDB. Ele é o dono”, disse.

O vereador afirmou que lamenta as perdas que o partido vem sofrendo, como a do deputado estadual Gervásio Maia e a do secretário de Articulação Política do Estado Trócolli Júnior, que deve ser confirmada nos próximos dias, e culpa a falta de diálogo como causa das desfiliações.

“Eu fico muito apreensivo porque o PMDB é uma legenda que marcou as nossas vidas. É triste que não tenhamos conseguindo um meio termo. Acho que a democracia é a essência de tudo. Gervásio carrega história política da sua família no PMDB, Trócolli e eu fizemos parte do partido e não acredito que estamos errados”, declarou.

Milanez ressaltou também que deixa o PMDB de forma respeitosa e espera, apenas, não ser atacado por peemedebistas. “Essa é uma decisão que todos têm que respeitar como respeitei todas as decisões do PMDB. Não vou criticar ninguém. Quero apenas sair em paz pelo respeito que tenho a Maranhão e aos demais. O que eu não quero é ser agredido”, pediu.

O vereador disse ainda que já recebeu o convite de várias legendas para se filiar, mas não quis antecipar nenhum nome. Ele também não escondeu o desejo de ocupar a vaga de vice-prefeito na disputa das eleições deste ano ou de concorrer a deputado estadual no pleito de 2018. “Vou descansar um pouco para 2018 ou quem sabe pode vir uma vice-prefeitura. Quem não gostaria de ser prefeito?”, questionou.

Blog do Gordinho