João Pessoa 25/04/2018 18:20Hs

Início » Câmara em foco » ‘Leto tentou sacar a arma do segurança para me matar’, revela vereador de Cabedelo

‘Leto tentou sacar a arma do segurança para me matar’, revela vereador de Cabedelo

O vereador de Cabedelo, José Eudes (PTB), nesta terça-feira (03), lembrou que o atual prefeito da cidade, Leto Viana (PRP), tentou o assassinar na Câmara Municipal por conta das denúncias realizadas pelo parlamentar da oposição.

“Ele me levou para o cheiro do queijo. Um vereador pediu para conversar comigo, mas quando cheguei, era o prefeito que estava lá. Ele tentou sacar a arma do segurança e atirar em mim, isso foi em 2014, no primeiro mandato, após a denúncia de Luceninha (MDB)”, disse.

Leto foi preso hoje pela Polícia Federal acusado de liderar uma organização criminosa na cidade. A PF revelou ainda que o delator do esquema, o ex-presidente da Câmara de Vereadores de Cabedelo, Lucas Santino, também teria recebido ameaças de morte.

Ainda de acordo com as autoridades, o prefeito também ameaçava outros vereadores, mantendo consigo inclusive cartas renúncias de todos os parlamentares envolvidos no esquema – uma forma de impedir denúncias e delações.

“Comecei a fazer as denúncias e ele não queria e eu fazia uma atrás da outra, mostrando as irregularidades da cidade. Tudo o que aconteceu hoje eu tava mostrando no mandato passado e ele tentou calar minha boca me matando”, declarou.

Paraíba.com