João Pessoa 22/04/2018 15:48Hs

Início » Câmara em foco » Manoel Jr. comenta chegada no PSC e escancara rusga com Maranhão ao falar de sua saída do MDB

Manoel Jr. comenta chegada no PSC e escancara rusga com Maranhão ao falar de sua saída do MDB

“Infelizmente tivemos que tomar essa decisão diante de ações individuais que prejudicam o coletivo”, disse sobre a sua saída

Outro que pegou o bonde e deixou o MDB foi o vice-prefeito de João Pessoa, Manoel Junior. Ele filiou-se oficialmente, na manhã desta terça-feira (3), aos quadros do PSC, partido liderado por Marcondes Gadelha na Paraíba. O desgaste com o presidente estadual do MDB, José Maranhão, os atritos provocados pela pré-candidatura irredutível do senador ao Governo, e tantos outro motivos, levaram Manoel a deixar o partido.

Manoel Junior procurou uma legenda alinhada com Luciano Cartaxo, por isso abarcou no PSC. “Nós estamos trabalhando junto aos partidos da oposição. Desde o início que eu prego justamente essa unidade. Eu acho que nós temos um compromisso com o futuro da Paraíba. É dessa forma que nós colocamos o nosso nome a serviço dessas forças”, comentou sobre sua chegada.

Conforme o vice-prefeito, ele tem muito respeito pela história do velho MDB, aquele “partido que lutou contra a Ditadura Militar”. Ainda segundo ele, não há nenhuma dúvida que o MDB encontrará o seu caminho no estado. Porém, tornando um discurso um pouco mais afiado, Manoel deixou claro sua insatisfação com a gestão de Maranhão à frente da legenda. “Infelizmente tivemos que tomar essa decisão diante de ações individuais que muitas vezes prejudicam o coletivo. É por isso que o partido está se esvaziando, e espero que possa se encontrar futuramente”, afirmou.

Ao ser questionado sobre sua análise com relação a permanência de Maranhão no campo das oposições, Manoel disse que espera que sim. “Uma pessoa que tem mais de 50 anos de vida pública não pode estar mudando o discurso do dia para noite. Espero que mantenha a postura que sempre tem dito, que se mantém no campo das oposições. Acho que as oposições no estado precisam estar unidas”, pontuou Manoel Junior.

Blog do Gordinho