João Pessoa 22/05/2018 07:50Hs

Início » Câmara em foco » Parlamentar lamenta assassinato de estudante em escola de João Pessoa

Parlamentar lamenta assassinato de estudante em escola de João Pessoa

Bosquinho (DEM) disse que o sistema de monitoramento por câmeras ajudou a elucidar o crime, mas são necessárias políticas públicas de longo prazo para evitar que outros aconteçam.

bosquinho lamenta morte estudanteO vereador Bosquinho (DEM) usou seu pronunciamento na sessão ordinária desta terça-feira (25), na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), para lamentar o assassinato de uma adolescente de 14 anos em uma escola pública do Município e para se solidarizar com a família e os amigos da vítima. O parlamentar enfatizou que o sistema de monitoramento da unidade escolar ajudou a elucidar o crime praticado por outro estudante de 15 anos, mas afirmou que são necessárias políticas públicas de longo prazo para evitar que incidentes como esse ocorram em qualquer localidade.

 

Bosquinho lembrou que Maria Beatriz Souza Santana foi atingida por três disparos de arma de fogo na manhã da última sexta-feira (21), dentro da Escola Municipal de Ensino Fundamental Violeta Formiga, no bairro de Mandacaru. Apesar de ter sido socorrida para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, ela não resistiu aos ferimentos e faleceu no mesmo dia.

 

O parlamentar destacou que a Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) está prestando toda a assistência tanto à família da vítima quanto aos estudantes e funcionários da escola, e destacou o empenho dos secretários de Educação e de Segurança Pública, Luís Júnior e Geraldo Amorim, respectivamente, nas providências tomadas em relação ao caso.

 

“Aquela escola é referência no quesito estrutura, tanto que o sistema pioneiro de monitoramento por câmeras ajudou a identificar o outro aluno que cometeu o assassinato. A Guarda Municipal está sempre presente, zelando pela segurança dos estudantes, mas, infelizmente, o que levou aquele jovem a praticar esse crime supostamente passional foi uma questão muito maior”, comentou.

 

Bosquinho continuou: “Isso é fruto um problema social. Enquanto não for solucionada a falta de educação e de oportunidade para todos, continuaremos a ver situações como aquela, de um jovem ter acesso a uma arma e praticar um crime conta outra outra pessoa. Poderia ser em uma escola particular, em uma universidade, na rua, ou em qualquer outro local”.

 

Em apartes, os vereadores Djanilson (PPS), Marco Antônio (PPS) e Sérgio da SAC (PSL) também lamentaram a morte da estudante pessoense e concordaram com a necessidade de adoção de políticas públicas para evitar que os jovens se envolvam com a criminalidade. “Somente aumentar o policiamento não vai ser garantia de que outras pessoas não serão assassinadas. Precisamos ocupar esses jovens com cultura, esportes e principalmente educação, todas medidas de longo prazo para mudar essa realidade. O prefeito Luciano Cartaxo (PT) está investindo na educação básica e fundamental, e os resultados serão vistos no futuro”, observou Djanilson.

 

“É muito triste vermos uma criança envolvida desse sentimento maligno de tirar a vida de outra criança. Cabe a nós, enquanto agentes públicos que zelam pela políticas públicas, analisarmos que o andamento dos serviços daquela escola estava funcionando de maneira correta. Infelizmente, as câmeras não serviram para inibir as ações do rapaz, mas serviram para elucidar o crime”, disse Marco Antônio.

 

 

Érika Bruna Agripino