João Pessoa 20/06/2018 21:00Hs

Início » Câmara em foco » Tucana diz que candidatura própria em JP é prioridade e descarta aliança com PMDB

Tucana diz que candidatura própria em JP é prioridade e descarta aliança com PMDB

Ela também adiantou que a conversa com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) deverá acontecer entre a próxima sexta-feira (19) e segunda-feira (22)

vereador tucanaAo final da reunião com Ruy Carneiro, presidente estadual do PSDB, a vereadora de João Pessoa, Eliza Virgínia confirmou que a prioridade do partido será lançar candidatura própria a prefeito da Capital nas eleições deste ano. Ela também adiantou que uma composição com o prefeito Luciano Cartaxo (PSD) ficou como segunda alternativa.

“A prioridade do partido é trabalhar com candidatura própria, mas não descartamos a possibilidade de estarmos apoiando o prefeito também, só que isso vai ser uma decisão conjunta. O PSDB é um partido grande, que sempre lançou candidatura própria e foi até o fim, se saiu muito bem e a gente não pode descartar essa possibilidade. Existe o desejo dos vereadores de seguir com o prefeito, mas tanto nós fomos acolhidos pelo presidente do PSDB, como entendemos o lado dele”, declarou.

Na ocasião, a parlamentar tratou de descartar uma aliança com o PMDB, que deverá lançar a candidatura do deputado federal Manoel Júnior a prefeito da cidade.

“O PMDB tem caminhado para a candidatura própria e a gente descartou essa possibilidade. A gente trabalhou essas duas hipóteses, a candidatura própria, e talvez, a aliança com Cartaxo”, disse.

Ela também adiantou que a conversa com o senador Cássio Cunha Lima (PSDB) deverá acontecer entre a próxima sexta-feira (19) e segunda-feira (22).

“Cássio está em viagem e chegando na Paraíba, a primeira coisa é ter essa reunião que deverá acontecer na próxima sexta-feira ou na segunda-feira. Esse assunto tem que ser conversado com o maior líder do PSDB, que é Cássio, e com a militância”, disse.

Caso o PSDB decida por se aliar ao prefeito da Capital, ela confirmou que trabalhará para o partido indicar o vice do gestor.

“Depende da conversa com Cartaxo, como ele vai recepcionar o PSDB, mas não estamos vendendo o partido.

Blog do Gordinho