João Pessoa 23/06/2018 14:06Hs

Início » Câmara em foco » Vereador de Cabedelo nega ter assinado carta-renúncia encontrada na Operação Xeque-Mate

Vereador de Cabedelo nega ter assinado carta-renúncia encontrada na Operação Xeque-Mate

A Polícia Federal encontrou várias cartas-renúncia durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão na Operação Xeque-Mate

José Eudes negou informação de que tenha assinado carta-renúncia apreendida (Foto: Reprodução)

O vereador de Cabedelo que integra a oposição na Câmara, José Eudes, negou nesta sexta-feira (20) informação de que tenha assinado carta-renúncia apreendida na casa do vereador Tércio Dornelas, na Operação Xeque-Mate, que resultou na prisão do prefeito Leto Viana e cinco vereadores. José Eudes disse que vai procurar a Polícia Federal para se inteirar da veracidade de relatório de análise de material apreendido, divulgado pelo Correio Debate em que PF informa ter encontrado a prova.

A Polícia Federal encontrou várias cartas-renúncia durante o cumprimento dos mandados de busca e apreensão na Operação Xeque-Mate, com as quais o prefeito Leto Viana supostamente manipulava os parlamentares, para votar nos projetos do seu interesse.

“Eu sei que não é verdade”, assegurou. “O vereador Tercinho ou alguém pode ter apresentado qualquer carta, a gente sabe que desde o início da semana, desde que aconteceu essa Operação Xeque-Mate que eles vêm me bombardeando, a mim e outras pessoas, nesse processo, a agente, inclusive, é testemunha nesse processo”, disse Eudes.

Na residência do vereador Tércio teriam sido encontradas cartas datadas de janeiro de 2017, período que coincide com o início da atual legislatura. As cartas teriam sido assinadas pelos vereadores Fabiana Régis, Antônio Moacir, José Eudes, Josué Pessoa, Mamede, Lúcio José e Tércio Dornelas.

Eudes garantiu que não assinou carta-renúncia e acredita que esteja sendo alvo de retaliação, e vai pedir a perícia nos documentos. “Não estou dizendo que a Polícia Federal está mentindo, mas digo de certeza que isso não aconteceu”, assegurou.

ClickPB