João Pessoa 22/07/2018 20:35Hs

Início » Cidades » Argentina bate a Colômbia e vence a primeira nas Eliminatórias

Argentina bate a Colômbia e vence a primeira nas Eliminatórias

Biglia marcou o único gol no triunfo em Barranquilla.

argentina vence eleiA Argentina enfim ‘estreou’ nas eliminatórias. Mesmo sem seus principais jogadores, os hermanos quebraram o jejum das três rodadas iniciais e venceram a primeira na competição ao superarem a Colômbia, fora de casa, por 1 a 0 nesta terça-feira. O gol do triunfo foi marcado por Biglia, ainda no primeiro tempo, e a vitória e tira um pouco da pressão sobre a seleção e o técnico Tata Martino devido ao início ruim.

Com o resultado, a Argentina chegou aos cinco pontos e saiu da penúltima colocação. Já a Colômbia permaneceu com quatro pontos e está em sétimo, fora da zona de classificação para a Copa-2018.

Adotando uma tática bem parecida com a do jogo contra o Brasil, a equipe de Tata Martino se postou bem na defesa e explorou os contra-ataques. Em um deles, após vacilo de Téo Gutiérrez, a Argentina marcou o gol da vitória com Biglia, que ainda contou com uma furada incrível do zagueiro Zapata.

Em Puerto Ordaz, na Venezuela, o Equador bateu os donos da casa por 3 a 1. Fidel Martínez, Montero e Caicedo fizeram os gols da seleção que lidera as eliminatórias, com quatro vitórias em quatro jogos. Josef Martínez descontou para a Venezuela.

No Estádio Centenário, em Montevidéu, o Uruguai derrotou o Chile por 3 a 0, com gols de Godin, Alvaro Pereira e Cáceres.

COLÔMBIA 0 X 1 ARGENTINA

LOCAL: Estádio Metropolitano, em Barranquilla (COL)

ÁRBITRO: Carlos Vera (EQU)

AUXILIARES: Christian Lescano (EQU) E Byron Romero (EQU)

CARTÕES AMARELOS: Zapata e Palacios (COL); Mascherano, Dybala e Lavezzi (ARG)

GOL: Biglia – 19’/1ºT (0-1)

COLÔMBIA: Ospina; Palacios, Zapata, Murillo e Fabra; Mejía (Ramos – 32’/2ºT), David Torres, Macnelly Torres (Muriel – intervalo) e James Rodríguez; Téo Gutiérrez (Cardona – 12’/2ºT) e Carlos Bacca. Técnico: José Pékerman

ARGENTINA: Romero; Mercado (Peruzzi – 33’/2ºT), Otamendi, Funes Mori e Rojo; Biglia, Mascherano e Banega; Lavezzi (Enzo Perez – 40’/2ºT), Higuaín (Dybala – 25’/2ºT) e Dí Maria Técnico: Tata Martino

O Globo