João Pessoa 21/07/2018 04:16Hs

Início » Cidades » Ator da Globo relata reação a assalto no Rio: ‘Gritavam vou atirar’

Ator da Globo relata reação a assalto no Rio: ‘Gritavam vou atirar’

João Souza, 19 anos, foi assassinado a facadas por homem mascarado, no último domingo, dentro do dormitório

“The brazilian wonder boy”, ou o brasileiro maravilha. Era assim que João Souza, 19 anos, morto a facadas por um homem mascarado dentro da Universidade de Binghamton, em Nova York, no último domingo (15), era apelidado por um dos professores dele. Mas o carisma do estudante do primeiro ano de Engenharia não foi apenas percebido pelo educador.

Com medo de ser identificado, um dos amigos da vítima só fez elogios ao jovem. “Ele elevava o espírito de todo mundo quando entrava na sala. Estava sempre sorrindo”. Carioca, apaixonado por futebol, torcedor fanático do Flamengo, João, que mudou para a terra de Tio Sam aos 13 anos com o pai e a irmã, sempre se destacou, principalmente dentro das quatro linhas.

“Ele era um jogador de futebol incrível”, lembrou Sammy Landino, o primeiro amigo de João no colégio Blind Brook, também em NYC, em entrevista ao UOL. Além do futebol, as boas notas de João sempre chamaram atenção. “O nosso professor o chamava de ‘o brasileiro maravilha’ porque ele sempre tinha ótimas respostas e um desempenho acadêmico impressionante”, disse.

Além de ser lembrado por ser bom de bola e um estudante exemplar, memórias sobre bons relacionamentos também foram contadas pelo amigo Sammy. A música e o convívio com pessoas eram fundamentais para o aluno. “Gostava de estar rodeado de pessoas. Ele ajudava nos bastidores dos palcos de música. Eu lembro do João se divertindo muitos nas festas. Mas, no fim, o mais importante para ele era a oportunidade de estar com as pessoas”, recordou.

Entenda o caso

O universitário brasileiro João Souza, aluno do primeiro ano de engenharia da Universidade de Binghamton, de Nova York, morreu esfaqueado na noite do último domingo (15). O jovem de 19 anos estava em seu dormitório, no campus da universidade, quando foi atacado por um colega, por volta das 22h30 (hora local).

A vítima chegou a ser socorrida e levada a um hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Após ser flagrado pelas câmeras de segurança da instituição, o suspeito foi detido nesta segunda-feira (16).

Minuto ao Minuto