João Pessoa 24/04/2018 12:45Hs

Início » Cidades » Barcelona dá show e amplia crise do Real com goleada no Bernabéu

Barcelona dá show e amplia crise do Real com goleada no Bernabéu

Sem a presença de Messi na primeira etapa, Neymar, Suárez e Iniesta comandaram a vitória da equipe catalã no clássico contra os merengues

barcelona-real-show-neymar-suarez-gettyO Barcelona nem parecia estar jogando com o rival Real Madrid neste sábado. O time catalão dominou o adversário por completo no estádio Santiago Bernabéu, na capital espanhola, e goleou os merengues por 4 a 0 naquele que é considerado por muitos o maior clássico da Europa. A superioridade foi tamanha que Lionel Messi só precisou ir a campo com 11 minutos do segundo tempo. Sem ele, o time contou com atuações de destaque de Neymar. Iniesta e Suárez para desmontar o esquema tático armado pelo técnico Rafa Benítez.

O treinador espanhol, inclusive, passa a sofrer ainda mais pressão no comando do Real Madrid. A imprensa local já especulava que uma derrota no clássico poderia levar a diretoria a sacá-lo da equipe para a entrada do ex-jogador Zinedine Zidane. Resta saber se a apatia demonstrada nesse fim de semana acelerará a possível troca de técnicos.

Antes do início do clássico, os dois times espanhóis estiveram perfilados no centro do gramado para prestar uma homenagem às vítimas dos atentados terroristas ocorridos em Paris, no último dia 13. Uma grande bandeira da França foi estendida nas arquibancadas para honrar a memória dos mortos e prestar solidariedade ao país.

Por conta dos ataques em Paris, um forte esquema de segurança foi montado pelas autoridades locais para impedir qualquer ameaça aos torcedores de Real Madrid e Barcelona. Um dos atentados na cidade ocorreu em um dos portões do Stade de France durante a disputa de um amistoso entre França e Alemanha. Desde então, os serviços de inteligência passaram a encarar os eventos esportivos na Europa como questões sensíveis à segurança. Há o temor de que terroristas mirem os estádios por conta das aglomerações de pessoas nos locais.

O Barcelona, agora, se isola ainda mais na liderança do Campeonato Espanhol com 30 pontos ganhos. O vice-líder é justamente o Real Madrid, que conta com 24 pontos.

Com a bola rolando, o Barcelona foi superior durante os 45 minutos iniciais e não deu chances para o Real Madrid fazer jus ao mando de campo. Logo aos sete minutos, Neymar recebeu passe de Suárez e chutou por cima do gol defendido por Navas. Cristiano Ronaldo bem que tentou responder aos nove, mas Bravo espalmou o cruzamento fechado da direita.

O Barcelona, apostando na manutenção da posse de bola, conseguiu abrir o placar aos 11 minutos. Sergi Roberto fez bela jogada individual no meio-campo e deixou Suárez na cara do gol. O uruguaio mostrou frieza na saída de Navas e tocou para o fundo das redes.

O gol deixou ambas as equipes mais cautelosas, mas não diminuiu o poder ofensivo dos catalães. Bastou Iniesta ter liberdade no campo ofensivo para um passe preciso, aos 39, desmontar a defesa do Real Madrid e deixar Neymar livre para anotar o segundo. O bandeira não viu que o brasileiro estava em posição de impedimento e validou o gol.

Aos 46, pouco antes do árbitro encerrar o primeiro tempo, Neymar invadiu a área pela esquerda e cruzou da linha de fundo até encontrar Suárez. O uruguaio finalizou sem a presença de Navas no gol, mas Marcelo apareceu em cima da linha para impedir o terceiro com uma cabeçada.

O Real Madrid voltou para o segundo tempo melhor e teve duas boas chances de descontar com Marcelo e James Rodríguez. O Barça, contudo, não demorou muito para sepultar qualquer reação do rival. Aos sete minutos, Navas praticou boa defesa em chute de Neymar. Mas, no lance seguinte, não houve nada que o goleiro pudesse fazer para evitar o gol de Iniesta. Uma intensa troca de passes do Barcelona terminou com um toque de calcanhar de Neymar para o meia espanhol concluir da entrada da área para as redes.

O pleno domínio do jogo possibilitou o retorno de Lionel Messi aos gramados, aos 11 minutos. O atleta sofreu uma lesão no dia 26 de setembro e se ausentou dos últimos compromisso do Barcelona e da seleção argentina para se recuperar. Embora o atacante mobilizasse a marcação merengue no setor defensivo, o Real Madrid achou forças para assustar aos 24. Cristiano Ronaldo ficou cara a cara com o gol e chutou para um milagre do chileno Bravo.

Um lampejo da estrela de Messi só foi visto aos 27, em passe para Suárez concluir dentro da área – Sergio Ramos evitou o gol. Mas, aos 29, o uruguaio não perdoou. Alba deu passe primoroso para o atacante, que invadiu a área e deixou Navas sentado antes de dar uma cavadinha para o gol.

Aos 31, o técnico Luis Enrique optou por substituir Iniesta por El Haddadi. De forma surpreendente, o meia espanhol foi aplaudido pela torcida do Real Madrid ao deixar o campo. Nos minutos restantes, o goleiro Bravo apareceu bem e garantiu a goleada catalã sem sofrer gols. Já Isco perdeu a cabeça e foi expulso aos 39 por acertar um chute no joelho de Neymar.

Fox Sports