João Pessoa 26/04/2018 22:59Hs

Início » Cidades » Comunidades da Zona Norte do Rio são alvo de megaoperação das Forças de Segurança

Comunidades da Zona Norte do Rio são alvo de megaoperação das Forças de Segurança

RIO — As Forças de Segurança deflagraram mais uma megaoperação no Rio, na manhã desta segunda-feira. Equipes da Polícia Militar, da Polícia Civil, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Força Nacional e das Forças Armadas estão localizadas em comunidades na Zona Norte. São elas: Jacarezinho — que há mais de uma semana vive dias de intensos tiroteios —, Manguinhos, Bandeira 2, Mandela, Arará, Complexo do Alemão e no Conjunto Habitacional Morar Carioca.

Os principais acessos a essas comunidades estão bloqueados. Militares e agentes que participam da operação fazem abordagens a motociclistas e pedestres. Além disso, os espaços aéreos estão controlados com restrições para aeronaves civis. Segundo a Secretaria de Segurança, não há interferência nas operações dos aeroportos.

Até as 9h40m, 18 pessoas haviam sido presas, entre elas o soldado do Exército Mateus Ferreira Lopes, de 19 anos, suspeito de vazar informações da operação anterior para traficantes. Os detidos estão sendo levados para a Cidade da Polícia, no Jacarezinho.

Na Favela do Jacarezinho, homens da Marinha e do Exército, a pé e em veículos blindados, entraram na comunidade. A movimentação dos militares chegou a causar congestionamento na Rua da Feira, uma das principais de acesso à favela. Um blindado Clunf, da Marinha, foi usado para derrubar uma barricada feitas de trilhos de trem por bandidos. A ação chegou a forçar uma composição da SuperVia a reduzir a velocidade para que o veículo dos militares fosse retirado.

Na Cidade da Polícia, que fica em frente, a todo instante chegam veículos da Polícia Civil com pessoas detidas. Ainda não se sabe se algum mandado de prisão expedido pela Justiça foi cumprido.

O Disque Denúncia (21 2253-1177) divulgou um cartaz com os traficantes procurados nas regiões ocupadas pelas Forças de Segurança e pede informações sobre esconderijo de armas, localização de bandidos, cargas roubadas, pontos de vendas de drogas e veículos roubados. Todos os informes recebidos serão repassados, em tempo real, para o Centro Integrado de Comando e Controle (CICC).

JACAREZINHO 

Adriano de Souza Ramos, vulgo “Pierre”.

Paulo Henrique Godinho dos Santos, vulgo “PH”.

MANGUEIRA 

Eduardo da Silva Barbosa, Vulgo “Bamba”.

Jean Carlos Ramos Tomaz, Vulgo “Beni”.

Reinaldo Santos de Sena, vulgo “Dedé”.

MANGUINHOS, MANDELA e ARARÁ

Bruno Ricardo Correa da Silva, vulgo “Lambão”.

Jefferson de Menezes Ferreira, vulgo “Jefinho”.

Willian Souza Guedes, vulgo “Chacota”.

André Luiz Cabral dos Santos, Vulgo “Lacraia”.

Luiz Augusto Oliveira de Farias, vulgo “Índio do Mandela”.

ALEMÃO 

Gláucio Cardoso dos Santos, Vulgo “Glaucinho do Engenho”.

Sebastião Teixeira dos santos, Vulgo “Juninho 51”.

Luciano Martiniano da Silva, vulgo “Pezão”.

Alexandre Gonçalves dos Santos, vulgo “Pardal”.

 Extra