João Pessoa 21/07/2018 17:24Hs

Início » Cidades » Cruzeiro iguala placar com bola rolando e supera Grêmio nos pênaltis

Cruzeiro iguala placar com bola rolando e supera Grêmio nos pênaltis

Gol de Hudson levou a partida para as cobranças na marca da cal e erros nas cobranças gremistas foram determinantes para a vaga do time de Minas Gerais

Em uma partida digna de uma semifinal de Copa do Brasil, o Cruzeiro venceu por 1 a 0 no tempo normal e levou a decisão para os pênaltis e conseguiu depois de uma emocionante série de cobranças avançar para a final da competição.

Tentando “esfriar” os ânimos da torcida cruzeirense logo nos primeiros minutos de jogo, o Grêmio procurava não rifar todas as bolas dominadas no sistema defensivo e, com essa postura, acabou chegando na primeira chance clara de gol. Em passe preciso na profundidade de Luan, Barrios saiu cara a cara com Fábio, mas acabou chutando em cima do arqueiro da equipe de Minas Gerais.

Como resultado disso também, as faltas por parte do Cruzeiro nas tentativas de retomada rápida de bola começaram a se tornar uma constante, situação que cada vez mais impacientava principalmente os jogadores do time mineiro.

Na base da qualidade, a resposta dos donos da casa veio com Thiago Neves em chute muito perigoso que teve o salvador toque de Marcelo Grohe mandando para escanteio.

Apesar de não ter um atacante de ofício, os anfitriões tentaram fazer com que o meia-atacante Alisson conseguisse se infiltrar praticamente na marca do pênalti e, já aos 32 minutos, cabeceasse para uma defesa providencial de Marcelo Grohe. Entretanto, mesmo tendo mais as ações de ataque na segunda metade do primeiro tempo e possibilidades de igualar a semifinal no Mineirão, a partida foi ao intervalo como começou: 0 a 0.

A questão da falta de gols logo nos primeiros minutos do tempo complementar foi solucionada já que, aos sete minutos, Hudson se antecipou a zaga gremista e testou forte para o fundo da meta de Grohe, 1 a 0 Cruzeiro.

Como não poderia deixar de ser, o gol deu ânimo aos donos da casa que começaram a partir com mais afinco e empolgação ao ataque contando também com um “baque” sofrido pelo time do Rio Grande do Sul.

Porém, passados cerca de 10 minutos pós-gol sofrido, os comandados de Renato Portaluppi começaram a se estabilizar de maneira mais tranquila no sistema defensivo, porém sem conseguir a mesma velocidade na saída da defesa para o ataque.

Com isso, quem acabou passando mais perto de realmente evitar as penalidades foi o time da casa que, após cruzamento de Arrascaeta que chegou a passar bem próximo dos pés de Thiago Neves, mas seguiu tirando tinta da trave do Grêmio. E a decisão da semifinal foi para as penalidades.

Na marca da cal, depois de quatro pênaltis não-convertidos (Robinho e Murilo por parte do Cruzeiro, Edílson, Everton e Luan no Grêmio), os mineiros seguiram para a decisão da competição que dá vaga na Libertadores de 2018 para duelar contra o Flamengo.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO X GRÊMIO
Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora: 23/8/2017 – 21h45
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Auxiliares: Rodrigo Henrique Correa (RJ) e Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ)
Público: 50,243 pagantes
Cartões amarelos: Diogo Barbosa, Hudson e Thiago Neves (CRU), Lucas Barrios, Bruno Cortez e Edílson (GRE).
Cartões vermelhos:
Gols: Hudson (7’/2°T)

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson (Rafael Sóbis, aos 41’/2°T), Robinho e Thiago Neves; Alisson (De Arrascaeta, aos 30’/2°T) e Élber (Raniel, no intervalo). Técnico: Mano Menezes.

GRÊMIO: Marcelo Grohe; Edílson, Bressan (Bruno Rodrigo, aos 41’/2°T), Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Arthur, Ramiro (Fernandinho, aos 38’/2°T), Luan e Pedro Rocha; Barrios (Everton, aos 11’/2°T). Técnico: Renato Portaluppi.

Lancenet