João Pessoa 17/08/2018 11:04Hs

Início » Cidades » Flamengo vence o Bangu, mas não assume a liderança do Campeonato Carioca

Flamengo vence o Bangu, mas não assume a liderança do Campeonato Carioca

Time precisava ganhar por dois gols de diferença, mas faz 2 a 1 no Maracanã

flamengo vence mais não chegaCirino abraça Alecsandro, autor do primeiro gol

Desfalques em profusão, mais uma queda de braço com a Federação de Futebol do Rio e um adversário disposto a impedir a chegada ao topo. Nada disso foi suficiente para interromper a ascensão do Flamengo no Carioca, que derrotou o Bangu, nesta quarta-feira, no Maracanã, por 2 a 1. Porém, a liderança escapou com o gol de Almir. O rubro-negro somou 29 pontos, mesma pontuação do Botafogo, mas perde no saldo de gols: 18 a 17.

— Faltou a bola entrar. Com mais um ou dois gols, poderíamos sair na liderança — disse o goleiro Paulo Victor.

Sem oito jogadores, fora por suspensão, convocação ou lesão, Vanderlei Luxemburgo conseguiu, ao menos, manter o ataque que derrotou o Vasco no clássico do último domingo, com Eduardo da Silva, Marcelo Cirino e Alecsandro. E graças a um efeito suspensivo, o técnico pôde estar na beira do campo e dar as instruções para que o time saísse do sufoco inicial imposto pelo Bangu.

Por críticas à Ferj e ao presidente da entidade, Rubens Lopes, o técnico rubro-negro foi denunciado no Tribunal de Justiça Desportiva do Rio (TJD-RJ) e, antes mesmo do julgamento, marcado para segunda-feira, foi suspenso preventivamente, com efeito imediato. A punição caiu logo depois.

  • Torcedores homenageiam Alecsandro, que, domingo, contra o Vasco, festejou o segundo gol com um…Foto: Cezar Loureiro / Agência O Globo

  • Alecsandro fez o primeiro gol do FlamengoFoto: Cezar Loureiro / A

Os problemas não ficaram apenas fora de campo. Com a bola em jogo, estava claro que o Bangu faria de tudo para atrapalhar a chegada do rubro-negro à liderança — após o empate do Botafogo, o Flamengo precisava vencer por dois gols para ultrapassar o alvinegro no número de gols marcados.

Logo nos primeiros minutos, o Bangu rondou a área rubro-negra. Porém, faltou refinamento às finalizações. Uma delas até entrou. Mas a arbitragem anulou o gol de Bruno Luís, aos 22. Rodrigo Carvalhaes marcou falta inexistente no goleiro. Porém, na origem do lance houve impedimento.

Porém, não foi Paulo Victor que mais apareceu. Mesmo sem muita coordenação entre defesa e ataque, o Flamengo fez o goleiro Márcio trabalhar. Aos 23 e aos 42, Eduardo da Silva concluiu bem, mas Márcio impediu o gol.

Na volta do intervalo, o Flamengo trocou as bolas cruzadas pela principal característica da equipe: a velocidade. Deu certo. Em duas jogadas velozes, o time conseguiu fazer o placar que o levou à liderança momentânea do campeonato. Aos cinco, Marcelo Cirino achou Alecsandro, que segurou a passada para não ficar em impedimento, e finalizou com tranquilidade. Três minutos depois, Cirino roubou a bola, abriu para Luiz Antônio e Pará chutou cruzado.

Num descuido de todo o time, a liderança escapou na categoria de Almir. Aos 28, o meia driblou vários jogadores, tabelou e chutou cruzado. Logo depois, foi o rubro-negro ter gols anulado corretamente, por impedimento, com Eduardo da Silva e Alecsandro. O camisa 23 ainda finalizou rente à trave de Márcio, na última chance.

FLAMENGO 2 X 1 BANGU

FICHA TÉCNICA

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Rodrigo Carvalhaes de Miranda (RJ)

Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha (RJ)

Renda e público: R$ 164.360,00/ 5.068 pagantes

Cartões amarelos: Marcelo, Pará (FLA); Deivison, Iago (BAN)

Gols: Alecsandro 6’/2°T (1-0), Pará 8’/2°T (2-0), Almir 28’/2°T (2-1)

FLAMENGO: Paulo Victor, Pará, Marcelo, Frauches, Thallyson (Jorge/intervalo); Márcio Araújo, Luiz Antônio, Eduardo da Silva; Gabriel (Everton /intervalo), Marcelo Cirino (Matheus Sávio 30’/2°T) e Alecsandro. TÉC: Vanderlei Luxemburgo.

BANGU Marcio, Iago, Sérgio Raphael, Luíz Felipe e Guilherme; Ives (Igor Alves 17’/2°T), Magno, Raphael Augusto ( Anderson Penna 3’/2°T) e Almir; Deivison (Matheus Pimenta 16’/2°T) e Bruno Luiz. TÉC: Mario Marques.

Jogadores do Flamengo lamentam o gol de Almir – Cezar Loureiro / Agência O Globo