João Pessoa 23/05/2018 01:34Hs

Início » Cidades » Flu é atropelado pela Chapecoense no Maraca e vê sonho do G-4 muito distante

Flu é atropelado pela Chapecoense no Maraca e vê sonho do G-4 muito distante

Fredy choraRio – O sonho da Libertadores ficou muito distante das Laranjeiras. Novamente, o Tricolor esbarrou em mais uma equipe de briga contra a degola e agora vê o G-4 bem distante. Diante da Chapecoense, no Maracanã, o Fluminense foi atropelado por 4 a 1, nesta quinta-feira. Os cariocas perderam seis pontos diante dos catarinenses, seis contra o Vitória e cinco contra o Coritiba, todas equipes que lutam contra o rebaixamento. Com o resultado, os visitantes deixaram o Z-4 e colocaram o Coxa.

O Fluminense volta aos gramados no próximo domingo diante do Sport, na Arena Pernambuco. Já a Chapecoense joga contra o Botafogo, no mesmo dia, em Santa Catarina.

O JOGO

O primeiro tempo entre Fluminense e Chapecoense no Maracanã foi bastante sonolento. A equipe carioca tinha mais a posse de bola, mas não conseguia colocar muita velocidade, a fim de passar pelo bloqueio catarinense.

O Tricolor só ameaçava com lançamentos. Em um deles, Fred protegeu, tabelou com Sobis finalizou passando perto do gol dos visitantes. Logo depois, os cariocas balançaram as redes. Conca cruzou para Cícero, o goleiro Danilo saiu errado e Sobis marcou. Porém, o lance foi invalidado, por conta do impedimento do meia.

Aos 26 minutos, os cariocas conseguiram uma bela triangulação e quase marcaram. Conca tocou
para Sobis, que driblou o goleiro da Chapecoense, os dois se jogaram e o atacante caiu. O árbitro mandou o lance seguir, acreditando que não houve penalidade.

Na parte final da primeira etapa, o Fluminense diminuiu ainda mais a sua intensidade. Por conta disso, a Chapecoense conseguiu criar a sua primeira chance. Aos 36 minutos, após bela tabela pelo lado direto, Fábio ficou na cara de Cavalieri, mas esbarrou no goleiro.

Sobis reclama sobre suposta penalidade

 

Na volta do intervalo, o treinador tricolor tentou colocar a sua equipe mais para frente. Cristóvão sacou Cícero e colocou Walter. Porém, os cariocas nem tiveram tempo suficiente de tentar uma pressão e já estava atrás do placar. Tiago Luis fez bela jogada pela esquerda e cruzou, Guilherme Mattis e Edson se enrolaram e a bola ficou a feição para Bruno Silva, que finalizou sem chances de defesa para o goleiro Cavalieri.

Desesperado, o Fluminense tentou partir para cima, mas faltava velocidade para a equipe. Aos cinco minutos, o Tricolor quase empatou. Após cruzamento pela direita, Fred cabeceou e Danilo fez uma grande defesa, salvando os catarinenses. Sem inspiração, os cariocas continuavam insistindo em bolas aéreas, quase todas cortadas pela zaga.

Aos 20 minutos, os visitantes conseguiram marcar mais uma vez. Em belo contra-ataque, Leandro cruzou na medida para Camilo, no meio da área, o atacante finalizou forte, Cavalieri até tentou a defesa, mas a bola morreu pela segunda vez na meta tricolor. Nos últimos minutos, os cariocas seguiram de forma desordenada buscando o gol. Porém, esbarrando novamente na velocidade, o Flu não conseguia criar e a Chapecoense fez mais um. Após contra-ataque puxado pela direita, Leandro fez o terceiro.

Ainda havia tempo para mais. Após outro bela jogada de velocidade, Bruno Silva marcou o quarto gol da Chapecoense. No fim, o Fluminense ainda conseguiu diminuir. Carlinhos brigou pela bola, e bateu cruzado, Rafael Lima desviou para trás e deu aos tricolores o gol de honra na partida.