João Pessoa 28/05/2018 01:07Hs

Início » Cidades » Grupo D: Fúria e Croácia favoritas, mas sem sobras

Grupo D: Fúria e Croácia favoritas, mas sem sobras

República Tcheca e Turquia tentam surpreender em uma chave que promete bons duelos na Euro 2016

grupo fúriaO Grupo D tem tudo para ser um dos mais equilibrados da Euro 2016. Teoricamente favorita, a Espanha não é mais o time que ganhou as últimas duas edições do torneio, embora ainda conte com uma geração talentosa. A Croácia tem bons valores, mas não conseguiu corresponder nos últimos torneios importantes. República Tcheca e Turquia têm elencos mais modestos, mas ainda assim esperam surpreender.

Abaixo, veja como cada umas das quatro equipes chega à competição. ABand transmite a Euro 2016 a partir de 10 de junho.

Espanha
Ranking Fifa: 6ª
Melhor resultado em Euro: Campeã em 1964, 2008 e 2012
Participações em Euro: 7
Time base: De Gea; Juanfran, Piqué, Sergio Ramos e Jordi Alba; Busquets, Iniesta, Thiago e David Silva; Nolito e Morata
Craque: Iniesta (Barcelona)
Técnico: Vicente Del Bosque
Como chega: Atual bicampeã da Euro, a Espanha não chega com a força da edição anterior, quando era a absoluta favorita. O elenco da Roja mudou bastante em relação ao dos títulos passados. As principais diferenças estão no ataque. Medalhões como David Villa e Fernando Torres agora entregam o bastão a Morata e Nolito, que, junto com David Silva, formam o trio MSN da seleção, segundo a imprensa local.

A Espanha ainda briga pelo título, afinal, o time continua repleto de atletas talentosos, como o zagueiro Sergio Ramos, o volante Sergio Busquets e os meias Iniesta e Thiago, por exemplo. Mas nesta temporada Alemanha e França vêm mais embaladas para a disputa do torneio. Não estar entre os favoritos pode ser algo positivo para a Roja, como aconteceu em 2008.

Croácia
Ranking Fifa: 27ª
Melhor resultado em Euro: Vice-campeã em 1960 e 1968 (ambas como Iugoslávia)
Participações em Euro: 8 (seis como Iugoslávia)
Time base: Subasic; Srna, Corluka, Schildenfeld e Vida; Brozovic, Modric, Rakitic, Kovacic e Perisic; Mandzukic
Craque: Luka Modric (Real Madrid)
Técnico: Ante Cacic
Como chega: São poucas as seleções do mundo que podem começar a montar seu meio-campo com dois titulares de Real Madrid e Barcelona. Este é justamente o caso da Croácia, cujos principais atletas são Luka Modric e Ivan Rakitic. No papel, o time croata é bom. Além da dupla, há outros atletas renomados, como o centroavante Mario Mandzukic, da Juventus, e o meia-esquerda Ivan Perisic, da Inter de Milão.

O talento existe, resta saber se o veterano treinador Ante Cacic conseguirá fazer esta equipe jogar bem. Seu antecessor, Niko Kovac, não foi capaz. Sob a batuta do ex-meio-campista, a Croácia foi eliminada ainda na fase de grupos da Copa do Mundo de 2014. Kovac foi demitido em setembro do ano passado, após tropeços contra Azerbaijão e Noruega nas Eliminatórias da Euro. Com Cacic no cargo para os últimos dois jogos da fase de grupos, os croatas conseguiram se classificar na segunda posição e evitaram a repescagem.

República Tcheca
Ranking Fifa: 30ª
Melhor resultado em Euro: Campeã em 1976 (como Tchecoslováquia)
Participações em Euro: 8 (três como Tchecoslováquia)
Time base: Cech; Kaderabek, Sivok, Kadlec e Limbersky; Darida, Plasil; Dockal, Rosicky e Krejci; Necid
Craque: Petr Cech (Arsenal)
Técnico: Pavel Vrba
Como chega: O goleiro Petr Cech ganhou fama mundial com sua atuação de gala na Euro 2004, quando foi um dos destaques da República Tcheca que chocou o mundo ao ficar na frente de Holanda e Alemanha na fase de grupos. Os tchecos ainda atropelaram a Dinamarca antes de caírem na prorrogação da semifinal, diante campeã Grécia. Depois do terceiro lugar na competição, Cech se transferiu para o Chelsea e se firmou como um dos melhores do planeta em sua posição.

Após 12 anos, a seleção de seu país está bem diferente. Não há mais Nedved, Koller ou Baros. O outro remanescente que tinha destaque naquela equipe é o meia Rosicky. No entanto, ele passou de promessa do futebol mundial para se tornar um jogador com uma carreira marcada por lesões e que nunca correspondeu plenamente ao seu potencial. Uma classificação à segunda fase já seria uma conquista para os tchecos.

Turquia
Ranking Fifa: 18ª
Melhor resultado em Euro: 3º lugar em 2008
Participações em Euro: 3
Time base: Volkan Babacan; Gokhan Gonul, Mehmet Topal, Hakan Balta e Caner Erkin; Selçuk Inan, Volkan Sen, Hakan Çalhanoglu, Oguzhan Ozyakup e Arda Turan; Burak Yilmaz.
Craque: Arda Turan (Barcelona)
Técnico: Fatih Terim
Como chega: A Turquia volta a uma competição de futebol de primeiro escalação após oito anos. A última participação foi justamente na Euro 2008, ano em que a equipe ficou com o terceiro lugar. Assim como naquela edição, será uma grande surpresa se os turcos forem longe na França.

Qualquer resultado bom da equipe turca passa pelos pés dos meias Arda Turan e Hakan Çalhanoglu. O primeiro ganhou destaque mundial no Atlético de Madri e hoje defende o Barcelona. Devido à grande concorrência, ele ainda não se firmou na equipe, apesar de sua qualidade. O segundo é o camisa 10 do Bayer Leverkusen, da Alemanha. Ele é um dos melhores batedores de falta da atualidade, arma que pode ser utilizada pela Turquia durante a Euro.