João Pessoa 26/05/2018 17:50Hs

Início » Cidades » Itália despacha a Espanha e pega a Alemanha

Itália despacha a Espanha e pega a Alemanha

Azzurra foi muito superior à Roja e venceu por 2 a 0, gols de Chiellini e Pellè

itália vence espanhaA Itália encerrou uma sequência de cinco jogos sem bater a Espanha com um triunfo por 2 a 0 que valeu vaga nas quartas de final da Euro. A Azzurra foi superior durante toda a partida e construiu a vitória com gols de Chiellini e Pellè. Na próxima fase, a equipe do técnico Antonio Conte enfrenta a Alemanha, sábado, às 16h, em Bordeaux. A Band transmite o jogão ao vivo.

OS GOLS

Chiellini (Itália) – 33 minutos do 1º tempo – Em falta central, da meia lua, Éder chuta forte, de trivela. De Gea espalma mal, para o meia da área. Giaccherini divide com o goleiro e a bola sobra para Chiellini, que chega antes de Piqué e manda para o gol.

Pellè (Itália) – 45 minutos do 2º tempo – Com a Espanha inteira no ataque, Itália encaixa contragolpe que termina com passe de Darmian e finalização de primeira do camisa 9, na linha da pequena área.

ANÁLISE DO REPÓRTER DO PORTAL DA BAND

A Itália foi muito superior na primeira etapa. Com uma forte defesa que impedia a Espanha de trocar passes como costuma fazer, a Azzurra conseguia atacar com perigo em diversas oportunidades. Aos nove minutos, De Gea fez grande defesa em cabeceio de Pellè. Aos 15, o goleiro voltou a aparecer em bicicleta de Giaccherini, que foi anulada pela arbitragem. Aos 33, a Azzurra saiu na frente com Chiellini. Del Bosque tentou mudar a equipe na segunda etapa com a entrada de Aduriz no intervalo, mas ainda assim a Roja encontrava dificuldades para passar pela bem montada zaga italiana. Com os espaços dados na busca pelo resultado, a Itália chegou perto de ampliar. Aos nove, Éder disparou em contragolpe e parou só em De Gea. Na sequência foi a vez de Giaccherini ter chute defendido pelo espanhol. A Espanha só melhorou na partida com a entrada de Lucas Vásquez, aos 24. Em pouco tempo, a Roja assustou com finalizações de Iniesta e Piqué, ambas defendidas por Buffon. Aos 44, o goleiro italiano fez a defesa definitiva cara a cara com Piqué. Afinal, no ataque quase seguinte, Pellè marcou o gol que decretou a classificação às quartas.

O CRAQUE

Chiellini – O zagueiro foi impecável na parte defensiva, ao lado de seus companheiros Barzagli e Bonucci. Fica com título de melhor em campo por causa do gol que abriu o caminho para a classificação italiana. Éder merece menção honrosa, assim como o goleiro espanhol De Gea.

O PERNA DE PAU

Fàbregas – Burocrático e sumido. Um dos responsáveis pela armação da equipe, praticamente não apareceu em campo. Não arriscou, ficou apenas nos passes de lado. Encerrou a participação apagada na Euro de forma melancólica. David Silva,Nolito e Morata também tiveram atuações muito ruins.

Band