João Pessoa 23/05/2018 05:16Hs

Início » Cidades » Mick Fanning é atacado por tubarão durante a final do WCT de Jeffreys Bay.

Mick Fanning é atacado por tubarão durante a final do WCT de Jeffreys Bay.

Disputa com Julian Wilson é cancelada e os dois australianos vão dividir a pontuação.

tubarão ataca surfistaA final do WCT de Jeffreys Bay quase acabou em tragédia neste domingo. A competição na África do Sul teve que ser interrompida depois que um tubarão branco tentou atacar o surfista Mick Fanning. O australiano tricampeão mundial disputava a decisão contra o compatriota Julian Wilson. Enquanto remava na água em busca de uma onda, ele sentiu a aproximação do tubarão. Assustado, Fanning chutou o animal. O tubarão ainda mordeu e arrebentou a corda que prendia a perna de Fanning à prancha. Imediatamente após o ataque, uma lancha e dois jet skis foram resgatar os surfistas da água. O australiano não ficou ferido.

Horas depois do ataque, a World Surfer League (WSL), que organiza o WCT, decidiu que a final não será mais realizada. Assim, os dois surfistas vão ficar com a pontuação dada ao segundo colocado (8.000 pontos). Com isso, o brasileiro Adriano de Souza, que fora eliminado nas quartas de final junto com Gabriel Medina e Alejo Muniz, permanecerá na liderança do ranking.

Mineirinho perderia o primeiro lugar se a etapa de Jeffreys Bay tivesse um campeão. O brasileiro tem 33.200 pontos, contra 32.950 de Fanning, o novo segundo colocado. Wilson aparece em terceiro com 31.450 pontos.

“A segurança dos nossos atletas é a prioridade e, após uma reunião com os dois finalistas, vamos cancelar o resto da competição em J-Bay”, informou a WSL.

Segundo o brasileiro Renato Hickel, diretor da WSL, havia pelo menos dois tubarões na água. Um deles atacou Fanning, que descreveu os momentos de terror que passou na água.

Mick Fanning segundos antes de ser atacado por um tubarão em Jeffreys Bay – – / AFP

– Eu estava sentado, parado e comecei a sentir algo ficar preso em minha perna e instintivamente eu pulei e fugi. Mas ele começou a atacar minha prancha, eu comecei a gritar e chutá-lo. Eu dei um chute na traseira dele – disse Fanning, em entrevista depois de ser resgatado.

Esta foi a primeira vez que um surfista foi atacado por um tubarão durante uma competição do WCT.

– Só queria dizer para a minha família, os meus amigos e fãs que estou bem – disse Fanning, que recebeu um forte abraço de Kelly Slater, o americano que ele derrotara na semifinal.

Fanning escapou por pouco do ataque do tubarão em Jeffreys Bay

A bateria final tinha começado há pouco mais de cinco minutos quando Fanning foi atacado. Apenas Wilson pegara uma onda, ido bem, mas sem finalizá-la. Ele recebeu uma nota 6,67. Fanning aguardava uma boa onda até o momento do ataque.

A competição na África do Sul foi então suspensa. Inicialmente, chegou a ser divulgado que a final seria retomada uma hora depois, mas a decisão da prova decidiu que não haveria uma nova bateria neste domingo. Logo depois, uma reunião determinou o cancelamento da etapa e a divisão dos pontos entre os finalistas. Os surfistas estavam muito abalados com o ataque. Julian Wilson chegou a chorar ao dar entrevista para a TV que transmite o WCT.

– Estava apenas de olho nele na água, então eu vi tudo acontecer. Eu nem consigo falar sobre isso. Foi muito assustador. Eu vi tudo, vi a coisa toda aparecer atrás dele, vi ele lutando, então uma onda apareceu e pensei: “Ele se foi, ele se foi água abaixo”. Se pelo menos eu pudesse chegar lá rápido o suficiente. Estou feliz por ele estar vivo – disse Wilson, que ainda tentou se aproximar de Fanning para tentar socorrê-lo.

– Pensei: “Eu tenho essa prancha, posso bater no tubarão, tenho uma arma”. Não sei. Eu o vi gritando. Estou feliz que ele esteja aqui. Foi uma coisa inacreditável. Isso acontecer à luz do dia, no meio da final… Não podia acreditar.

 O Globo