João Pessoa 14/08/2018 08:44Hs

Início » Cidades » Náutico sofre, mas vence Oeste por 2×1

Náutico sofre, mas vence Oeste por 2×1

nautico vence e a 3 ª vagaO jogo entre Náutico x Oeste, neste sábado (4), na Arena Pernambuco, pode ser dividido em dois momentos: antes e depois da entrada de Gil Mineiro. O meia foi acionado no intervalo da partida e ajudou a equipe alvirrubra a derrotar os paulistas por 2×1. Com o resultado, o Timbu pulou para a terceira posição, com 21 pontos. A próxima partida do time na Série B do Campeonato Brasileiro será contra o Mogi Mirim, na próxima terça (7), no Romildo Ferreira.

A proposta de ofensividade planejada pelo técnico Lisca, com as entradas de Patrick Vieira e Renato nas vagas de João Ananias e Pedro Carmona, ganhou forma logo nos primeiros minutos de jogo. As jogadas laterais, com Douglas pela esquerda e Patrick pela direita, resultaram em lances perigosos. Em um deles, a jogada culminou na finalização de Hiltinho defendida pelo goleiro Leandro.

As nuvens que cobriam o céu de São Lourenço da Mata foram se dissipando, assim como a pressão alvirrubra. O Oeste equilibrou o jogo e chegou a assustar em chute de longa distância de Mazinho. Os avanços pelas laterais já não funcionavam da mesma forma para o Timbu e aos poucos o time paulista forçava os erros de passe dos pernambucanos. Até mesmo o consistente Fabiano Eller cometeu falhas que armaram contra-ataques perigosos para o Oeste.

Ao colocar um esquema com três jogadores na frente, com Renato atuando de centroavante e Douglas e Hiltinho pelas pontas, o time do técnico Lisca perdeu um pouco de presença no meio-campo. Trabalho redobrado para os volantes. O efeito disso foi o cartão amarelo que Willian Magrão tomou, ficando suspenso para o jogo seguinte, contra o Mogi Mirim. No final da primeira etapa, um misto de vaias e aplausos para o time.

Percebendo a falta de compactação entre o meio-campo e o ataque, Lisca sacou o apagado Patrick para entrada de Gil Mineiro. Daí por diante, um novo Náutico estava em campo. Mais organizado, menos afoito e fazendo muito mais pressão. Aos 11, Renato lançou para Douglas, que dominou e bateu firme no ângulo. Explosão de alegria alvirrubra. Minutos depois, o susto. Marcelinho acertou uma pancada de longe e a bola beijou a trave esquerda de Júlio César.

Tudo caminhava bem até os 25 minutos. Uma falha na marcação alvirrubra propiciou o contra-ataque. Júnior Negão viu Júlio César adiantando e mandou por cobertura, empatando o jogo. Mas o medo de ficar no empate em casa pela segunda vez seguida durou pouco. Gil Mineiro, ele mesmo que havia tornado o Náutico melhor em campo, foi o autor do gol da vitória. Após passe de Hiltinho, o meia bateu fraco, mas contou com a sorte e viu a bola passar por debaixo das pernas do goleiro. Depois de três partidas, o Náutico volta a vencer na Segundona.

Ficha do jogo

Náutico 2

Júlio César; Guilherme (Diego), Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Gastón; Willian Magrão, Marino, Patrick Vieira (Gil Mineiro) e Hiltinho; Renato (Rogerinho) e Douglas. Técnico: Lisca

Oeste/SP 1

Leandro Santos (Jeferson); Weldinho, Halisson,Ligger Malaquias e Daniel Gigante; Leandro Melo, Fernandinho (Rodriguinho), Wangler (Marcelinho) e Mazinho; Waguininho e Júnior Negão. Técnico: Roberto Cavalo.

Local: Arena Pernambuco (São Lourenço da Mata)

Árbitro: Edmar Campos Encarnação (AM).

Assistentes: Marcos Santos Vieira (AM) e Jander Rodrigues Lopes (AM).

Gols: Douglas (aos 11 do 2ºT), Júnior Negão (aos 25 do 2ºT) e Gil Mineiro (aos 29 do 2ºT)

Cartões amarelos: Willian Magrão

Público: 7.594 torcedores

Renda: R$ 118.530,00