João Pessoa 18/08/2018 12:38Hs

Início » Cidades » Polícia prende acusados de roubos a residências em João Pessoa

Polícia prende acusados de roubos a residências em João Pessoa

delegado 1111A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia Especializada de Crimes contra o Patrimônio (Roubos e Furtos) da Capital, prendeu dois homens acusados de roubar residências em João Pessoa. Bruno Henrique Pereira da Silva, 20 anos, foi detido na sexta-feira (19) na comunidade do Timbó, Bancários, e Eduardo dos Santos Ramalho, 26, na praia do Cabo Branco, na semana passada. Ele já foi encaminhado ao sistema prisional.

Exibindo seds pc policia prende acusados de roubos a residencias em joao pessoa (5).JPG

Os dois são apontados como autores de um roubo que aconteceu no mês de setembro, no bairro Pedro Gondim em João Pessoa. De acordo com informações repassadas para a Polícia na época, os acusados chegaram armados com dois revólveres no prédio, dominaram o porteiro e seguiram para um apartamento, de lá levaram cerca de R$ 40 mil em joias e depois fugiram em uma moto.

Toda a ação foi filmada pelo circuito interno de segurança do prédio, que registrou as imagens dos acusados que entraram e saíram do edifício sem se preocupar em cobrir os rostos. E foi este descuido que ajudou a equipe de investigação da Delegacia Especializada de Crimes Contra o Patrimônio.

Os policiais identificaram os dois homens e a partir daí descobriram a localização dos acusados que foram presos e confessaram o crime durante os depoimentos. A polícia não conseguiu recuperar nenhum objeto roubado pela dupla. “Com a prisão dos dois, encerramos este caso, mas começa um novo trabalho que é o de descobrir o receptador das joias roubadas”, concluiu a delegada de crimes contra o patrimônio, Roberta Neiva.

Pela forma como agiram neste crime a delegada destaca que os dois são muito violentos e perigosos. Eduardo já cumpriu pena por roubo quatro vezes e Bruno já respondeu por porte ilegal de arma. Ambos podem estar envolvidos em outros assaltos registrados na Capital. Agora os dois vão aguardar no Presídio do Roger pela sentença da Justiça.

 

Assessoria