João Pessoa 18/06/2018 11:32Hs

Início » Cidades » R. Oliveira desabafa: só quero focar no meu trabalho

R. Oliveira desabafa: só quero focar no meu trabalho

Artilheiro do jogo, ele pediu o fim da polêmica sobre sua transferência para a China

ricardo o. golRicardo Oliveira foi o grande personagem da semana santista. Quase foi para a China, desabafou e revelou chateação pela negociação ter sido frustrada e protagonizou uma polêmica na Vila Belmiro. No clássico deste domingo, garantiu a vitória do Peixe com os dois gols da partida. Depois dela, falou com o Terceiro Tempo e mostrou muita emoção ao lembrar dos dias difíceis que passou recentemente.

“Ninguém, tenho certeza que ninguém, dos verdadeiros torcedores, sabe que eu jamais deixei de me entregar em campo. Infelizmente depois de tudo que aconteceu eu não consegui concluir o jogo contra o Red Bull. Escutei bastante coisa nos dias que antecederam o jogo contra o Corinthians, mas está aí, trabalhei bastante, fiz dois gols, mas o trabalho coletivo foi perfeito”, disse o camisa 9.

Em seguida, avisou que não estava vendo apenas o seu lado ao preferir ir à China e considerou estar em débito com o Santos. Milton Neves interviu, alegando que o clube é quem está em dívida com Ricardo Oliveira por tudo o que ele fez em 2015. Emocionado, ele pediu o fim desse assunto e afirmou que só quer focar em seu trabalho.

“Isso rendeu muitas coisas durante a semana, eu já me manifestei. Quero focar no meu trabalho. Seleção brasileira chegou de novo, pude hoje corresponder, e acho que é uma forma de dizer ‘olha, estou na seleção por isso, pelo o que eu sei fazer’. Vestir a camisa do Santos é um prazer, sempre vou fazer o meu melhor e sempre vou me entregar. Deixa as coisas, elas fazem parte de um passado  e a gente tem que olhar para a frente. Fazer hoje e fazer bem porque se a bola não entra, eu sei a responsabilidade que eu carrego e o que pode gerar na cabeça do torcedor, mas quem me conhece sabe que jamais foi negar entrega e dedicação”

O jogo

O Santos dominou o primeiro tempo e saiu na frente com Ricardo Oliveira logo aos oito minutos, após rebote de Cássio em chute cruzado de Serginho. Mesmo bagunçado, o Corinthians conseguiu crescer na segunda etapa e até chegou perto do gol em algumas oportunidades. Mas, aos 39, Alan Mineiro vacilou no meio e deu um presente para Paulinho, que puxou um contra-ataque e serviu Ricardo Oliveira. O centroavante entortou Yago e tocou na saída de Cássio para definir o jogo.

Band