João Pessoa 24/06/2018 22:39Hs

Início » Cidades » Sargento da PM é morto após ter carro roubado em posto de gasolina na Presidente Dutra, em Nova Iguaçu

Sargento da PM é morto após ter carro roubado em posto de gasolina na Presidente Dutra, em Nova Iguaçu

RIO – Um sargento do 16º BPM (Olaria) foi o 115º policial militar morto no estado do Rio em 2017. O agente, identificado como Alessandro Galdino Marques, de 44 anos, abastecia seu carro em na noite desta quinta-feira, em um posto de gasolina na Rodovia Presidente Dutra, na altura de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, quando dois bandidos abordaram Galdino e anunciaram o roubo do carro do PM, que tentou fugir dos criminosos mas acabou sendo morto. O caso, que segundo uma testemunha ocorreu por volta das 21h30, foi confirmado pelo 20º BPM (Mesquita) já na madrugada desta sexta-feira. Galdino havia acabado de se transferir do 41º BPM (Duque de Caxias) para o batalhão de Olaria, e começaria a trabalhar na unidade nesta sexta-feira.

Durante o ataque, o sargento da PM foi atingido por disparos na nuca e no peito, e não resistiu aos ferimentos. Alessandro Galdino Marques deu entrada no Hospital Geral de Nova Iguaçu, também na Baixada Fluminense, às 22h50 desta sexta-feira, mas de acordo com assessoria de imprensa no hospital, o agente já chegou a unidade de saúde sem vida.

Um homem que trabalha em um estabelecimento próximo ao local do crime, e que preferiu não ser identificado, estava em uma loja do Habib’s ao lado do posto de gasolina quando ouviu os disparos. A testemunha explicou que após os primeiros disparos, vários clientes se jogaram no chão, e disse que Alessandro Galdino veio caminhando com dificuldades pelo acostamento da Dutra, sangrando muito, quando caiu na porta da lanchonete gritando por socorro.

– Foi tudo muito rápido. Nem vimos direito a ação dos bandidos, pois todos dentro da loja se agacharam quando ouviram os tiros. Só vimos ele (Alessandro) muito ferido, gritando por socorro, mas como ele estava armado, na hora nem sabíamos se era policial ou um dos assaltantes – descreveu o homem. – Quando vimos que ele era policial, fomos até ele, que já estava sangrando pela boca, sem conseguir falar. Os policiais chegaram alguns minutos depois e fizeram os primeiros socorros, mas a ambulância demorou pelo menos meia hora para chegar.

Sargento do 16º BPM, Alessandro Galdino Marques é o 115º policial militar morto no estado do Rio em 2017
Sargento do 16º BPM, Alessandro Galdino Marques é o 115º policial militar morto no estado do Rio em 2017

Do acostamento da Presidente Dutra até à porta da lanchonete, por onde o sargento da PM andou após ser atacado pelos bandidos, era possível ver várias marcas de sangue espalhadas pelo chão. Peritos da Polícia Civil e equipes do 20º BPM (Mesquita) permaneceram no local durante a madrugada desta sexta-feira. De acordo com o homem que presenciou a morte do policial, o posto de combustíveis é alvo frequente de ataques dos bandidos.

– Trabalho aqui na região há seis meses, e já presenciei de oito a dez assaltos ao posto nesse período. Aqui é uma região muito perigosa, e mesmo quem abastece no posto fica apreensivo, olhando ao redor, com medo de ser assaltado. É mais um caso PM que morre e vai virar estatística. E se para os policiais, que andam armados, a insegurança já é grande, imagine para o cidadão comum, que tem muito menos chances de se defender – indagou a testemunha.

O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF). Até o momento, não há informações sobre a identificação dos bandidos nem qual era o carro do policial levado pelos criminosos.

Extra