João Pessoa 24/05/2018 17:47Hs

Início » Cidades » Semam orienta a não usar área coberta por vegetação na praia

Semam orienta a não usar área coberta por vegetação na praia

O litoral de João Pessoa tem 24 quilômetros de praias com águas mornas, coqueiros que dão sombra e areias limpas durante todos os dias do ano. Nas festas de fim de ano, o hábito de ocupar as praias, para celebrar com amigos e família, já é uma tradição. Para manter a areia da praia estabilizada e preservar as espécies da fauna e da flora locais, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semam) está orientando a população e as empresas que vão montar palcos e outras estruturas nas areias a ter cuidado com a vegetação fixadora de dunas.

As ações de preservação da Semam cumprem o que determina o Código Municipal de Meio Ambiente, no Artigo 34, que diz que “a zona costeira é território especialmente protegido, objeto de gerenciamento específico, que tem por finalidade planejar, disciplinar, controlar usos e empreendimentos, assim como processos que causem ou possam vir a causar degradação ambiental”.  Os técnicos da Semam orientam para que, ao ocupar a areia, não se destrua a vegetação.

As ervas e arbustos das praias impedem que a areia se espalhe pelas ruas e avenidas, prevenindo a erosão provocada durante os períodos de ventos fortes. A vegetação também é importante para alguns grupos de aves migratórias, originárias das regiões setentrionais e meridionais do planeta, como os maçaricos e batuíras, que utilizam essa área para alimentação e descanço.  A vegetação protege ainda as tartarugas marinhas, que usam a faixa de areia como área de reprodução, e outras espécies, como os crustáceos, a exemplo da maria-farinha, muito comum na faixa de arrebentação das ondas e nas bordas das dunas.

 

ascom