João Pessoa 21/06/2018 23:15Hs

Início » Cidades » Vídeo mostra momento em que Jobson é preso no Pará

Vídeo mostra momento em que Jobson é preso no Pará

Vídeo mostra momento em que Jobson é preso no Pará

jogador presoRio – O ex-atacante do Botafogo, Jobson, preso na manhã dessa quinta-feira, acusado de estuprar quatro meninas em Conceição do Araguaia, no Pará, estaria em uma cela com mais de 15 presos. Um vídeo, divulgado pelo portal Esporte Pará, mostra o momento em que a Polícia Civil prende o artilheiro em sua chácara em Couto Magalhães, no interior do Tocantins.

Nas imagens é possível observar o jogador recebendo o mandado de prisão. O acusado não ofereceu resistência de acordo com a polícia. A Polícia Civil informou que, o ex-botafoguense não teve problemas de relacionamento com os outros detentos. O delegado Rodrigo da Motta, que investiga o caso, afirmou que o jogador poderá ser transferido, a qualquer momento, para uam presídio de Marabá, a cerca de 400 km de distância, a qualquer momento.

Segundo Motta, durante um interrogatório da Polícia Civil do Pará, na tarde dessa quinta, Jobson preferiu não se pronunciar sobre o caso. De acordo com as primeiras informações, ele só falará na presença dos advogados. Os advogados do jogador trabalham para que ele seja solto antes de uma possível transferência para um presídio.
Relembre o caso

O ex-Botafogo, foi preso acusado de estuprar quatro adolescentes, com idades entre 12 e 14 anos, em Conceição do Araguaia, no sudeste do Pará. Jobson estava em sua chácara no município vizinho, Couto Magalhães, no estado do Tocantins, quando foi preso. A polícia investiga um quinto caso de estupro contra o jogador, que está afastado do futebol desde que foi suspenso pela Fifa em abril de 2015.

O inquérito contra Jóbson foi instaurado há uma semana depois que uma adolescente de 13 anos prestou queixa na delegacia de que fotos em que aparece nua estariam circulando em grupos no Whatsapp. Segundo a adolescente, ela e três amigas foram convidadas por Jobson para ir até a chácara dele e lá consumiram álcool e drogas durante uma festa.

A adolescente diz que desmaiou após beber e usar drogas. Ela afirma que o jogador e outros homens que se aproveitaram da situação para tirar fotos dela sem roupa. Na delegacia, a adolescente disse que telefonou para Jobson e avisou que pretendia denunciá-lo. Ele, então, teria feito ameaças.

Por meio de nota, o delegado Rodrigo da Motta, que investiga o caso, as vítimas uma vítima tem 12 anos, outra 13 e outras duas 14 anos. As adolescentes passaram por exames médicos que comprovaram que elas fizeram sexo. As adolescentes afirmaram que consentiram em fazer sexo, mas que estavam sob efeito de álcool e drogas. A legislação considera que sexo com adolescentes menores de 14 anos é estupro de vulnerável, não importando se houve consentimento.

Jobson Leandro Pereira de Oliveira, 28 anos, foi revelado pelo Botafogo e, em 2013, quando atuava pelo São Caetano, foi detido acusado de agredir a mulher. Ele está suspenso pela Fifa até 2019 porque se recusou a fazer exame antidoping quando atuava no futebol árabe. O jogador teve problemas com antidoping quando jogava pelo Botafogo.

O Dia