João Pessoa 20/05/2018 19:12Hs

Início » Destaque » Adolescente confessa assassinato e grava crime no celular

Adolescente confessa assassinato e grava crime no celular

A partir das imagens, a polícia identificou o corpo do jovem, que estava no Instituto de Medicina Legal (IML) de Anápolis, a cerca de 50km de Goiânia, como indigente desde sábado

revolver vermelho bocãoUm garoto de 16 anos, que guardava imagens de um assassinato à queima-roupa no celular, confessou ser o autor do crime. A vítima, Marcos Vinícius Monteiro Caixeta, 18 anos, aparece no vídeo sendo levado dentro de um carro, até que o veículo para em uma estrada de terra, entre Leopoldo de Bulhões e Bonfinópolis, onde a execução ocorre.

A partir das imagens, a polícia identificou o corpo do jovem, que estava no Instituto de Medicina Legal (IML) de Anápolis, a cerca de 50km de Goiânia, como indigente desde sábado, dia do assassinato. O jovem que confessou o crime foi apreendido ao fazer manobras arriscadas em uma motocicleta, em Goiânia.

Ele disse à imprensa, ao ser levado pela polícia, que “o crime cobra caro” e que, “enquanto uns matam, outros morrem”. O delegado Ranor Araújo, que cuida do caso, se surpreendeu com a frieza do garoto. “Não existe humanidade naquele ser”, disse, em entrevista.

É possível que Marcos Vinícius tenha denunciado um criminoso à polícia. Mas o motivo do assassinato ainda não está fechado. O jovem tinha passagem pela polícia por roubo e, segundo a família, era usuário de drogas. Os parentes pediram justiça.

O adolescente apreendido, além de dirigir sem carteira de motorista, portava crack e cocaína. A polícia procura mais dois rapazes que aparecem nas imagens do celular.

 

Correio Braziliense