João Pessoa 27/05/2018 15:35Hs

Início » Destaque » Aécio rebate Dilma: ‘Tudo que contraria o PT é golpe’

Aécio rebate Dilma: ‘Tudo que contraria o PT é golpe’

Senador mineiro respondeu a declarações da presidente, que classificou de golpistas os setores da oposição que defendem o impeachment

Aecio rebate dilmaO senador Aécio Neves (PSDB-MG): ‘Tudo que contraria o PT é golpe’(George Gianni/PSDB/Divulgação)

O presidente do PSDB, senador Aécio Neves (MG), rebateu nesta terça-feira as declarações da presidente Dilma Rousseff de que os setores da oposição que defendem o seu impeachment são “golpistas”. Para o tucano, quem recorre a um discurso golpista é o PT, com o objetivo de “constranger e inibir instituições legítimas”.

Aécio ironizou a fala da presidente: “Para o PT, se o TCU identifica ilegalidades e crime de responsabilidade nas manobras fiscais autorizadas pela presidente da República, trata-se de golpe. Para o PT, se o TSE investiga ilegalidades na prestação de contas das campanhas eleitorais da presidente da República, trata-se de golpe. Se a Polícia Federal e o Ministério Público investigam crimes de corrupção praticados por petistas, para o PT, trata-se de golpe. Tudo que contraria o PT, e os interesses do PT é golpe”.

No centro da pior crise de seu governo, Dilma concedeu entrevista ao jornal Folha de S. Paulo em que afirma que “não vai cair” e rechaça a possibilidade de renunciar. “Eu não sou culpada. Se tivesse culpa no cartório, me sentiria muito mal. Eu não tenho nenhuma”, disse.

Na avaliação do líder do DEM, senador Ronaldo Caiado (GO), a presidente “segue o script” daqueles que estiveram nos seus últimos dias de mandato e não tiveram a habilidade de construir uma transição. “Em vez de ter a estatura de estadista nesse momento de crise, ela se coloca em uma posição de desafio, como se fosse culpa da oposição o momento por que passa o país. Dilma adota uma postura imperial. Crime de responsabilidade fiscal? Golpe. Crime eleitoral? Golpe. Omissão como presidente do Conselho da Petrobras? Golpe. Então ela é imune a tudo?”, disse Caiado.

A postura da petista ainda foi classificada como “arrogante” pelo líder do PPS na Câmara, deputado Rubens Bueno (PR). “A arrogância de Dilma, o apego ao poder, o desafio que faz à oposição e a afirmativa que não cai de jeito nenhum nos fazem voltar ao passado, quando Collor, o falso ‘caçador de marajás’, insistia em afrontar o Congresso e a sociedade diante o escândalo de corrupção que o atingia. E olha que agora a corrupção é infinitamente maior e está aliada ao caos administrativo que empurrou o país para uma grave crise econômica”, afirmou o deputado.

Veja