João Pessoa 22/09/2017 02:48Hs

Início » Destaque » Aliado do prefeito Panta contesta balanço da gestão ou é mentiroso ou mágico, diz.

Aliado do prefeito Panta contesta balanço da gestão ou é mentiroso ou mágico, diz.

Carllinhos do Adesivo é suplente de vereador pelo PTB, esteve ao lado do prefeito Panta na eleição como colaborador de sugestões e opiniões .

O suplente de vereador Carlinhos do Adesivo (PTB) azedou de vez sua relação com o atual prefeito do município de Santa Rita, Emerson Panta, ao contestar números divulgados pelo gestor, em entrevista concedida a uma emissora de TV, na qual afirmou que os PSFs de Santa Rita atenderam 110 mil pessoas, em 90 dias de governo. Para Carlinhos, só se o prefeito for mágico para comprovar tal feito.

Segundo Carlinhos, o prefeito inaugurou dois PSFs que estavam pintados e reformados pela gestão anterior.
“Nesses PSFs, ele tratou de publicizar e colocar apenas secretárias na recepção e enfermeiras para atendimentos básicos. E nada de médicos. Em seguida, inaugurou uma policlínica, que nada mais é do que o atendimento do antigo Sandu, que foi paralisado por essa gestão, ou seja, deu uma roupa nova a um velho conhecido da população.
A tal policlínica é um grande instrumento se puder ser ultilizada pela população, só que no caso dessa de Santa Rita, o usuário precisa passar por um PSF e, depois do clínico indicar a especialidade, a pessoa vai até a Secretaria de Saúde, onde, só então, vai ter a sua consulta marcada para a policlínica. Muita burocracia”, critica.

Uma conta que não bate

Carlinhos do Adesivo explica que Santa Rita conta com 39 PSFs, por toda cidade, só que, no momento, apenas pouco mais de seis unidades estão em funcionamento, o que de acordo com ele, significa dizer que a chegada a políclinica é algo quase sem efeito em termos de melhoria no atendimento de Saúde da população. “Mesmo assim, o prefeito Panta, talvez orientado por alguns de seus secretários, cometeu uma das maiores loucuras que já se teve conhecimento em relação a número de atendimentos. O mesmo afirmou em uma entrevista a TV que os PSFs de Santa Rita atenderam 110 mil pessoas, em 90 dias, ou seja, levando em consideração a população de Santa Rita, estimada pelo IBGE, que é de um pouco mais de 120 mil habitantes, boa parte dos moradores de Santa Rita já teria passado pelos PSFs. A conta é simples fazer. Quem duvidar, pode simplesmente fazer a conta.
A cada dez moradores que você conheça 7 teriam que ter sido atendidos por algum dos PSFs em funcionamento, para que a soma dos 110 mil atendimentos do prefeito seja verdade”, desafia.

O suplente de vereador petebista, que apoiou a candidatura de Emerson Panta, nas eleições de 2016, após a desistência do candidato a prefeito do seu partido, lista algumas medidas adotadas, porém questiona porque, passados mais de 100 dias de gestão, ainda não é possível conseguir ver algo de concreto em termos de ações administrativas transformadoras na cidade. “Estávamos no lixo e o prefeito, assim que assumiu, tomou a iniciativa de fazer uma parceria com a Prefeitura de João Pessoa e conseguiu tirar as montanhas de lixo que estavam por toda cidade, isso é um fato. Quando falamos de lixo lembramos que o próprio Panta dizia na campanha, em alto em bom som, que era um problema fácil de resolver, pois dinheiro tinha para isso. E foi o que ele fez, um investimento de quase R$ 3 milhões na limpeza da cidade, nos primeiros 100 dias. Mas isso, por si só, não dá relevo à gestão, porque qualquer pessoa também conseguiria com esse valor em mãos”, alfineta.

EspaçoPB