João Pessoa 21/07/2018 17:23Hs

Início » Destaque » Aliados de Cunha anulam sessão do Conselho de Ética

Aliados de Cunha anulam sessão do Conselho de Ética

Depois de conseguir suspender a reunião desta manhã, grupo de deputados capitaneado por André Moura conseguiu que o plenário da Casa anulasse atos do colegiado

conselho ética anuladoO relator Fausto Pinato (à esquerda) e o presidente, José Carlos Araújo durante sessão do Conselho de Ética da Câmara(Ed Ferreira/Folhapress)

Uma manobra de deputados aliados ao presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) anulou nesta quinta-feira a sessão desta manhã do Conselho de Ética da Casa em que o colegiado deveria ter dado início à análise do relatório que libera o prosseguimento do processo que pode culminar na cassação de Cunha. O presidente do conselho, José Carlos Araújo (PSD-BA), havia suspendido a reunião e agendado nova sessão para esta tarde – mas a decisão acabou anulada.

Pela manhã, a tropa de choque de Cunha tentou anular a sessão alegando a Araújo que não havia quórum suficiente. O deputado André Moura (PSC-SE) argumentou que não havia quórum mínimo (onze deputados) até meia hora após o início dos trabalhos – só 50 minutos depois da hora marcada ele foi atingido e a sessão foi aberta. Araújo se negou a encerrar a sessão, com argumento de que até a noite anterior não havia sequer local para o funcionamento do conselho. Depois de uma hora de discussões, ele remarcou a reunião para a tarde.

Moura, então, levou sua solicitação ao plenário da Casa, que é soberano às comissões. Impedido de opinar porque está diretamente envolvido no caso, Eduardo Cunha passou a palavra ao segundo-secretário Felipe Bornier (PSB-RJ), que anulou todos os atos da sessão do conselho. O colegiado, portanto, não deve mais se reunir nesta quinta.