João Pessoa 16/07/2018 23:49Hs

Início » Destaque » Após Milho de São João: Vereadores de Santa Rita protocolam requerimento pedindo a revogação das CPI’s contra prefeito Panta, nesta quinta 28

Após Milho de São João: Vereadores de Santa Rita protocolam requerimento pedindo a revogação das CPI’s contra prefeito Panta, nesta quinta 28

A Câmara Municipal de Santa Rita aprovou abertura de 4 (quatro) Comissões Parlamentares de Inquérito (CPI`s), 205. 206. 207/2018 em sessão ordinária ocorrida na última quinta feira 21 de Junho. Com o objetivo de investigar, supostos crimes de desvio de verbas e superfaturamento de contratos, por parte do atual prefeito de SANTA RITA. “Dr. EMERSON PANTA” nas áreas da SAÚDE, EDUCAÇÃO e INFRAESTRUTURA.

Eis que pouco menos de uma semana depois, antes mesmo de haver a nomeação dos membros que irão compor as comissões, o mal que tanto se temia está prestes a se tornar realidade. O BLOG DO CAVALCANTI, teve acesso a informações exclusivas por meio de uma de suas fontes de que uma manobra foi articulada para livrar “EMERSON ALVINO PANTA” de ser investigado.

Os documentos que chegaram em nossas mãos comprovam que  vereadores da base do “PREFEITO”. Suspostamente, por uma determinação do próprio. Prepararam um requerimento que pede a revogação das (CPI`s).

Uma cópia do documento foi obtido pelo blog com exclusividade e mostra claramente a intenção dos legisladores subscritores, o requerimento, será submetido a votação do plenário já nesta quinta-feira 28 de Junho.

Veja na íntegra o requerimento e a lista dos vereadores que assinaram:

O blog manteve contato com o advogado CRIMINALISTA DR. João Alves Júnior para entender o que acontecerá daqui pra frente já que o causídico protocolou ofícios na Procuradoria Geral de Justiça do Estado, no Ministério Público de SANTA RITA E no GAECO, justamente para tentar impedir que tal ato viesse à ser praticado por de parlamentares ligados a “Emerson Panta”.

Acesse: http://www.blogdocavalcanti.com.br/2018/06/advogado-criminalista-protocola-na.html?m=1

Dr. João Alves Júnior:

“Os vereadores que vierem a agir de má fé, com comportamento dúbio. Poderão sofrer as sanções previstas na lei. Não é normal, nem sensato que logo após aprovarem a abertura dos processos das (CPI`s) em menos de uma semana, mudem de decisão, isso pode caracterizar tráfico de influência e, interesses obscuros, o que pode levar a perda do mandato.” Explicou.

“Vamos aguardar. Nós estaremos presentes na sessão de amanhã, caso seja comprovado qualquer ato que vá de encontro a fé pública, iremos denunciar um por um, com pedido de cassação do mandato”. Arrematou.

Marcos Cavalcanti