João Pessoa 22/05/2018 23:28Hs

Início » Destaque » Bahia vence Botafogo-PB e fica perto da semi do Nordestão

Bahia vence Botafogo-PB e fica perto da semi do Nordestão

O jogo não estava bom para o Bahia na noite desta quinta-feira, 26. Tinha saído na frente, mas, após sofrer o empate, via o rival se animar. O problema foi resolvido com duas substituições que mudaram o panorama do jogo. Régis e Júnior Brumado entraram no segundo tempo e coprotagonizaram o lance do gol decisivo do 2 a 1 sobre o Botafogo-PB, fora de casa.

Assim, na próxima quinta, 3, o Esquadrão pode até empatar na Fonte Nova, em partida às 21h45, que se garante nas semifinais do Nordestão. Antes, encara o Atlético-PR, também na Arena, domingo, 29, às 16h, pelo Brasileirão.

Legal, mas…

A Copa do Nordeste é legal, mas vamos ao fato: depois de já iniciado o Brasileirão, não é a experiência mais agradável voltar a acompanhar jogos pela competição regional. O Estádio Almeidão não está entre os mais bonitos do Brasil, o gramado não é dos melhores, o Botafogo é apenas esforçado e, nesse cenário, as deficiências do time do Bahia – com o agravante de estar sem cinco de seus titulares: os zagueiros Lucas Fonseca e Tiago, os laterais Nino Paraíba e Léo, além do meia Zé Rafael – ficam ainda mais evidentes.

O resultado foi um primeiro tempo bem chatinho em João Pessoa. O Bahia dominava a posse de bola, mas não conseguia trocar passes com objetividade. E o Botafogo só assustava em lances esporádicos do ex-tricolor Marcos Aurélio. Aos sete minutos, ele mandou um lindo chute de longe e Douglas precisou se esticar para salvar com a ponta dos dedos.

Aos 12, o Bahia teve sua primeira chance. Foi quando Elber, surpresa do técnico Guto Ferreira para o lugar do suspenso Zé Rafael, recebeu lançamento longo de Vinicius e, com a perna esquerda, acertou a rede pelo lado de fora. Sem moral com a torcida, Elber tinha jogado apenas uma partida nos últimos 40 dias. Em campo, mostrou bastante insegurança, mas depois melhorou.

Na continuação do embate, as emoções foram diminuindo. Em mais de meia hora de bola rolando, só uma finalização teve relevância: outra de Marcos Aurélio de fora da área, aos 23. Passou perto.

Faltava um jogador de destaque aparecer para o Bahia sair do marasmo. Foi o que ocorreu já nos acréscimos. Elton achou belo passe infiltrante para o garoto Marco Antônio, que bateu forte para marcar seu segundo gol como profissional – curiosamente, o outro foi também na Paraíba, diante do Botafogo. A bola ainda tocou no travessão antes de balançar a rede.

A segunda etapa começou mais animada. Nos dois minutos iniciais, o Bahia poderia ter ampliado a vantagem em jogada individual de João Pedro e numa oportunidade incrível perdida por Rodrigo Becão. Porém, acabou sendo castigado pela incompetência. Aos quatro minutos, após cruzamento, a bola passou por Mena e ficou com Marcos Aurélio, que soltou a bomba para empatar.

Foi a deixa para o Esquadrão cair de vez de rendimento. Viveu seu pior momento no jogo até Guto resolver mudar no time, já na metade final do duelo. E, no primeiro lance daqueles que entraram, quase saiu o gol. Aos 26, Brumado tabelou com Régis e chutou para defesa de Saulo.

Logo depois, aos 29, Brumado ajeitou de letra e Régis acertou a canhota da entrada da área. Belo gol para definir a parada para o Tricolor.

Calendário definido

Com quatro competições em disputa, o Bahia só teve ontem as datas definidas de três de seus compromissos no mês de maio. O time faz sua estreia na Copa do Brasil no dia 9, uma quarta-feira, na Fonte Nova, às 21h45, contra o Vasco. E o retorno do confronto será na quinta seguinte (16), às 19h30, em São Januário.

Já pela Copa Sul-Americana o Tricolor só voltará a entrar em campo no dia 23 de maio, uma quarta, na Fonte Nova, às 21h45. Após a derrota por 1 a 0 na ida, a equipe terá de bater o Blooming (BOL) por dois gols de diferença para avançar.

A Tarde