João Pessoa 23/07/2018 01:56Hs

Início » Destaque » Caças norte-americanos F-35 têm ‘DNA soviético’?

Caças norte-americanos F-35 têm ‘DNA soviético’?

A família de aviões de combate furtivos de quinta geração Lockheed Martin F-35 Lightning II tem uma “ascendência soviética” e possui características parecidas com o Yak-141 soviético, segundo um artigo publicado no portal norte-americano Task and Purpose.

De acordo com a edição, a criação do novo avião furtivo dos EUA foi possível devido à queda da “cortina de ferro”.

Caça F-16 da Força Aérea portuguesa  e caça CF-18 Hornet patrol da Força Aérea canadense sobre o mar Báltico (foto de arquivo)

Assim, segundo escreveu o autor do artigo, Brad Howard, em 1991, as empresas Lockheed e OKB Yakovlev fecharam um acordo de colaboração que inclusive deu acesso da empresa norte-americana a informações sobre o Yak-141, incluindo dados dos testes, que demoraram “anos de desenvolvimento” a recolher.”Tratava-se de informação de importância crítica que ajudou a iniciar a criação dos motores –os corações dos F-35 modernos”, assinalou Brad Howard.

Comparando as duas aeronaves, o autor frisou que não é correto considerar o F-35 como um “herdeiro direto” do Yak-141, uma vez que o perfil aerodinâmico e sistema de estabilização dos aviões são diferentes.

“Contudo, quase certamente os dados obtidos do projeto soviético VTOL [Decolagem e Aterrissagem Vertical] foram utilizados durante a elaboração da versão VTOL F-35 Joint Strike Fighter. Por conseguinte, os F-35 deve ao programa de armamentos da época soviética ao menos uma parte de sua existência”, concluiu o autor.

Caça norte-americano F-35

O Yak-141 é um caça supersônico embarcado soviético V/STOL desenvolvido pela Yakovlev. A aeronave tinha como objetivo principal a proteção de grupos aeronavais contra aviação inimiga, bem como realização de ataques contra alvos terrestres e de superfície. O avião realizou seu primeiro voo em 1987, contudo, devido a vários fatores, não foi adotado em serviço do exército soviético.F-35 Lightning II é uma família de caças-bombardeiros multifuncionais de quinta geração desenvolvida pela empresa norte-americana Lockheed Martin. O avião realizou seu primeiro voo em 2000 e 12 anos mais tarde foi adotado em serviço do exército norte-americano.

Sputnik