João Pessoa 25/05/2018 10:55Hs

Início » Destaque » Campina Grande é a primeira cidade do Nordeste a parcelar multas de trânsito no cartão de crédito

Campina Grande é a primeira cidade do Nordeste a parcelar multas de trânsito no cartão de crédito

A novidade, agora, é que os motoristas poderão parcelar os débitos em até 12 vezes no cartão

O aplicativo, que está disponível na cidade desde o dia 2 de abril, possibilita ao usuário receber pelo celular notificações das infrações cometidas (Foto: Ilustração)

Campina Grande é a primeira cidade do Nordeste a aderir ao aplicativo SNE e possibilitar aos condutores de veículos pagarem as multas de trânsito com até 40% de desconto, de forma parcelada, no cartão de crédito. O aplicativo, que está disponível na cidade desde o dia 2 de abril, possibilita ao usuário receber pelo celular notificações das infrações cometidas. A novidade, agora, é que os motoristas poderão parcelar os débitos em até 12 vezes no cartão.

A Superintendência de Trânsito e Transportes Públicos (STTP) de Campina Grande está negociando com os bancos a retirada da cobrança dos juros para quem quiser parcelar o pagamento. O superintendente da STTP, Félix Araújo Neto, disse que Campina Grande é a primeira no Nordeste a implantar o parcelamento. “É um projeto piloto no Nordeste”, frisou.

“Estamos discutindo com as operadoras para que possa retirar a taxa de juros para que as pessoas possam efetivamente ser beneficiadas com esse parcelamento de até 12 vezes no cartão de crédito”, disse. Para parcelar os débitos com 40% de desconto, o usuário precisa ir à sede da STTP no prazo de até 30 dias.

“Estamos aconselhando o usuário a utilizar o cartão para o dia do vencimento ou no débito, até conseguirmos retirar o valor dos juros que eles cobram”, explicou, informando que já acionou o Procon para buscar a retirada esses juros.

Em Campina Grande, de acordo com os dados da STTP, estacionamento irregular e uso de celular ao volante são as principais infrações registradas na cidade.

O SNE já está disponível para download.  A ideia de parcelar as multas surgiu, segundo o superintendente, ao se verificar que várias pessoas procuravam a STTP querendo pagar multa de trânsito de forma parcelada, mas não podiam.