João Pessoa 23/05/2018 01:37Hs

Início » Destaque » Capitão do 6º BPM acusa candidato a prefeito de Cajazeiras de desacato e caso vai parar na delegacia; Coligação explica o ocorrido. Veja!

Capitão do 6º BPM acusa candidato a prefeito de Cajazeiras de desacato e caso vai parar na delegacia; Coligação explica o ocorrido. Veja!

O Capitão do 6º Batalhão de Polícia Militar, com sede em Cajazeiras, Bruno Silva, registrou nesse domingo (30), um Boletim de Ocorrência (BO), na delegacia civil da cidade, acusando o candidato da coligação “Cajazeiras de Mãos Limpas”, Carlos Rafael (PTB), de desacato a autoridade.

De acordo com o Capitão, Rafael estava realizando um evento político sem autorização da justiça eleitoral e ao abordá-lo, o petebista solicitou o documento da justiça e diante da negativa o candidato havia disparado: “De boca só beijo”.

Bruno informou que se deslocou até o evento, na companhia de um oficial de justiça, identificado por “Richard”, a pedido da Justiça eleitoral, porém, não tinha nenhum mandado escrito.

Segundo Bruno, o candidato faltou com respeito a autoridade policial. “Não estou perseguindo ninguém, estou apenas fazendo o meu trabalho”. Disse o Capitão

O outro lado
A reportagem do Diário do Sertão entrou em contato com o candidato a vice-prefeito, Adjamilton Pereira, da coligação “Cajazeiras de mãos limpas”, e este afirmou que no término das visitas domiciliares da coligação, o Capitão Bruno chegou e disse que a justiça eleitoral determinou que deveria ser interrompido, a partir de então, a coligação pediu para que ele apresentasse por escrito essa determinação, porém, o Capitão afirmou apenas de boca, não tendo papel nenhum que comprovasse.

Com essa situação a coligação “Cajazeiras de mãos limpas” se recusou a acabar com as visitas antes do tempo, e o Capitão se sentiu desacatado e registrou o Boletim de Ocorrência.

DIÁRIO DO SERTÃO