João Pessoa 27/05/2018 07:49Hs

Início » Destaque » Cartaxo posta mensagem de Natal nas redes sociais e leva ‘puxão de orelha’ de cirurgião

Cartaxo posta mensagem de Natal nas redes sociais e leva ‘puxão de orelha’ de cirurgião

Além do vídeo postado na noite deste sábado (23), o prefeito aproveitou para escrever uma mensagem, que acabou gerou reações distintas dos internautas

Prefeito Luciano Cartaxo (Foto: Walla Santos)

Um comentário feito pelo cirurgião buco-maxilo-facial Olavo Hoston no perfil pessoal do prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), se tornou um dos assuntos mais comentados nas últimas horas nos grupos de WhatsApp. O profissional da área de saúde usou um vídeo postado pelo prefeito no Facebook para narrar o caos que vive hoje o Trauminha de Mangabeira.

Além do vídeo postado na noite deste sábado (23), o prefeito aproveitou para escrever uma mensagem, que acabou gerou reações distintas dos internautas. “O Natal é uma data com uma mensagem muito forte e bonita de amor ao próximo, respeito às diferenças, perdão e solidariedade. Esses são ensinamentos que vão além de qualquer crença ou fé, são ensinamentos que nos tornam pessoas melhores, que nos fazem olhar para os outros como nossos irmãos e buscar a igualdade e a felicidade coletiva. Desejo um feliz Natal a todos vocês, cheio de bênçãos para suas famílias para celebrarmos com um só coração o nascimento de Jesus e a lição de amor que ele nos deixou”, escreveu Cartaxo.

Entre as reações, a do cirurgião Olavo Hoston acabou ‘viralizando’. “Deseje Feliz Natal aos familiares dos pacientes que morreram no Trauminha por sepse (infecção generalizada) por falta de opções de antibióticos. Aos dois jovens saudáveis que morreram porque chegaram com um infecção dentária comum e em pleno século 21 não tinha um antibiótico para sanar seu problema. Não falo de medicações caras, falo de drogas que custam 2, 3 reais para o serviço público, mas falta no hospital gerido por sua equipe. Deseje um 2018 tranquilo e menos perturbador para o(a)s viúvo(a)s e filhos dos pacientes que chegaram com uma simples apendicite e morreram uma semana depois de operado, pq (porque) não tem uma Cefalotina para tomarem. A vida não é uma eleição após a outra, existe castigo desse Deus que tanto vc (você) enaltece, um dia vc (você prestará contas de tanta maldade com os pacientes do Trauminha.”

ParaíbaJá