João Pessoa 25/04/2018 18:03Hs

Início » Destaque » Clara discute com Lívia no tribunal pela guarda de Tomaz e juíza toma decisão final

Clara discute com Lívia no tribunal pela guarda de Tomaz e juíza toma decisão final

A penúltima semana de exibição da novela O Outro Lado do Paraíso promete bastante. Vão ser a partir desses capítulos que Clara (Bianca Bin) e Lívia (Grazi Massafera) terão o grande embate no tribunal para saber quem fica com a guarda de Tomaz (Vitor Figueiredo)

“Eu sempre cuidei do Tomaz, desde bebê. É como se fosse meu filho. Ele me chama de mãe. Excelência, o que importa é meu amor pelo menino. E o amor que ele tem a mim. Pro Tomaz, eu sou a mãe dele”, falará Lívia, que não terá a companhia de Sophia (Marieta Severo) no local.

A namorada de Mariana (Juliano Cazarré) ainda dirá para a juíza que não quer a guarda do menino só porque ele é o principal dono das esmeraldas, mas sim pelo amor que sente por ele. Clara falará a mesma coisa e ainda afirmará que não foi parar no hospício porque quis. “Minha cliente nunca quis se afastar do filho”, completará Patrick (Thiago Fragoso).

“Eu não considero justa qualquer decisão enquanto dona Sophia Montserrat estiver sem condições de comparecer a esta audiência”, contestará o advogado da vilã. “Não tente me ensinar o que é justo, doutor Amaral. Se dona Sophia não pode comparecer à audiência, também não pode manter a guarda do menino”, rebaterá a juíza Raquel (Érika Januza).

Lívia iniciará o depoimento muito nervosa e chorando, dizendo que não quer nada além do amor do garoto. Clara vai interromper: “Eu também queria ter visto meu filho crescer. Mas Lívia, você se uniu à sua mãe para me internar naquele hospício. E para roubar o meu filho. É isso que ela fez. Roubou o meu filho quando ainda era bebê”, dirá.

Lívia perde guarda do filho em O Outro Lado do Paraíso. (Foto: Reprodução/GShow)

Implorando pela guarda do filho/sobrinho, Lívia ficará arrasada ao ver a guarda indo parar nas mãos de Clara. “Meu filho! Vou ter meu filho de volta”, dirá a mocinha. “É maracutaia. Cê é amiga da Clara. Já tinha decidido o processo antes de entrar nesta sala. Vou recorrer”, esbravejará a loira. “Não vou prendê-la por desacato em respeito ao seu momento de desespero. Eu não decido processos movida pela amizade ou razões pessoais”, avisará a juíza.

“A atual responsável pela guarda, Sophia Montserrat, está em tratamento médico. Não sabemos quando e como vai se recuperar. Ainda tem um processo criminal pela frente. A guarda deve ser dada à pessoa que tem um laço de sangue mais forte com o menor. A própria mãe. Recorra quantas vezes quiser. É seu direito. Nenhum juiz tomará decisão diferente”, acrescentará Raquel.

TV Foco