João Pessoa 24/05/2018 06:24Hs

Início » Destaque » Coligação de Carlos Rafael afasta advogados do caso e 1ª audiência da cassação é adiada

Coligação de Carlos Rafael afasta advogados do caso e 1ª audiência da cassação é adiada

O Promotor Eleitoral da Comarca de Cajazeiras, Márcio Gondim, disse nesta terça-feira (02), que a primeira audiência da ação de investigação por abuso de poder político e econômico, onde requer a cassação do registro de candidatura do atual prefeito e candidato a reeleição, Carlos Rafael (PTB) e do candidato a vice-prefeito, o radialista Adjamilton Pereira (PMDB), pela coligação “De Mãos Limpas”, agendada para esta terça foi remarcada para quinta-feira (04), às 08:00 horas.

Segundo Márcio, um dos advogados das parte estava com compromisso marcado anteriormente na capital do Estado, além de haver destituição dos quatro advogados da coligação “De Mãos Limpas”.

Márcio afirmou que a investigação eleitoral não há um prazo determinado de julgamento antes pleito, podendo ocorrer após as eleições, e se o candidato obtiver êxito, cassa-se o diploma.

De acordo com o promotor, o primeiro pedido de adiamento da audiência desta terça foi solicitado por um dos coordenadores de campanha da coligação, o empresário Rusbênio Lira, porém negado pelo juiz da 42ª Zona Eleitoral, Djacir Soares, pois o empresário não é advogado e esse adiamento somente pode ser solicitado por um operador do direito, devidamente habilitado para no caso.

 

diario do sertão