João Pessoa 23/05/2018 03:34Hs

Início » Destaque » Comandante vai à justiça contra prefeitável de Cajazeiras que taxou polícia de “quadrilha”

Comandante vai à justiça contra prefeitável de Cajazeiras que taxou polícia de “quadrilha”

O comandante do 6º Batalhão de Polícia Militar na cidade de Cajazeiras, Tenente-coronel Ronildo de Souza informou nesta quarta-feira (03) que tanto ele na condição de policial, quanto a juíza eleitoral da Comarca de Cajazeiras, Silvana Carvalho, juntamente com o delegado regional Gilson Teles estão entrando com representações na justiça contra um candidato a prefeito na cidade de Cajazeiras.

De acordo com Ronildo, o prefeitável acusou o Governador do Estado, Ricardo Coutinho, os juízes e as policias de formarem uma “quadrilha”. O Tenente-coronel disse que essa acusação foi muito forte e por isso, o candidato terá de responder pelo seu ato através de uma ação judicial. “Ele vai ter que explicar a que quadrilha pertenço e qual o tipo de crime que estou cometendo”, desabafou.

O comandante da Polícia de Cajazeiras afirmou ainda que, o candidato foi intimado a prestar depoimento para a Polícia Federal sobre um caso de desacato contra o Capitão Bruno do 6º BPM, na tarde desta quarta-feira (03).

“Não sou nenhum bandido, pelo contrário, combato o crime, mas, cada um diz o que quer até onde agüentar”, falou o Tenente-Coronel Ronildo com relação ao candidato que lhe acusou.

Entenda o caso

O Tenete-Coronel Ronildo entrou no assunto da ação judicial contra um prefeitável, quando falava de um crime de desacato que o mesmo candidato teria cometido contra o capitão Bruno do 6º BPM. O candidato envolvido no caso do capitão é o atual prefeito que busca reeleição, Carlos Rafael (PTB).

Fonte: Diário do Sertão