João Pessoa 21/06/2018 17:39Hs

Início » Destaque » Dilma anuncia R$ 54,2 bi para portos, mas a PB terá apenas R$ 107 milhões

Dilma anuncia R$ 54,2 bi para portos, mas a PB terá apenas R$ 107 milhões

A presidente Dilma Rousseff fez festa nesta quinta-feira, em Brasília, para lançar o plano de desenvolvimento logístico do país e o novo marco regulatório dos portos brasileiros. Na ocasião, anunciou uma verba de R$ 54,2 bilhões para construção de novos portos, ampliação e melhoria dos já existentes.

O Porto de Cabedelo, na Paraíba, está na lista das unidades a serem beneficiados pelos investimentos. O plano detalhado ainda não foi divulgado, mas uma informação preliminar da Secretaria dos Portos é decepcionante. Inicialmente, estariam reservados apenas R$ 107 milhões para a Paraíba. Isso mesmo: o Porto de Cabedelo pode ser contemplado com apenas R$ 107 milhões de uma verba de R$ 54,2 bilhões. É muito pouco.

Não precisa de muitos esforços para se concluir que, sendo verdadeira essa informação preliminar, representa um escárnio para com a Paraíba. Um desprezo de tratamento inaceitável e uma discriminação abominável.

Projetos

Pior que o governo federal não pode se utilizar da desculpa de falta de projetos para justificar a destinação desta quase esmola, se comparada ao volume total de recursos previstos para o programa de desenvolvimento logístico, para o Porto de Cabedelo.

O governo da Paraíba, através da Companhia Docas da Paraíba, apresentou pleitos à Secretaria dos Portos, com projetos detalhados, com somam mais de R$ 1 milhão. Mas, neste momento, se contentaria com a aprovação de três projetos para seu porto: a construção do terminal múltiplo uso, com uma área de 1.002 metros quadrados (R$ 350 milhões), reforço do atual cais (R$ 180 milhões) e a conclusão e novas obras de dragagem (R$ 50 milhões).

Com a execução desses projetos, no valor de apenas R$ 580 milhões, a Paraíba praticamente ganharia um novo porto, em Cabedelo, e entraria efetivamente no sistema logístico do país de forma competitiva. Assim, seria aberta uma larga porta para o desenvolvimento do Estado.

Mobilização

Confirmada a informação que a Paraíba terá apenas essa migalha de recursos do plano de desenvolvimento logístico, a humilhação precisa ser prontamente rechaçada.

A primeira mobilização, e talvez a única possível, deverá ser da bancada federal. Deputados e senadores, acompanhados por lideranças empresariais e sociais, devem voltar à Secretaria dos Portos para cobrar explicações e revisão do projeto federal. Se for necessário, devem acampar na Secretaria dos Portos em protesto.

Números do Porto

Apesar de ser historicamente maltratado, o Porto de Cabedelo vem comprovando que é viável e que pode ser decisivo nos planos de desenvolvimento do Estado.

Há registros de crescimento de 45% nas atividades do Porto nos últimos dois anos. A expectativa do superintendente da Companhia Docas, Wilbur Jácome, é de movimentação de 2 (dois) milhões de toneladas só neste mês de dezembro, um volume nunca imaginado nos últimos anos. A Companhia Docas, gestora do Porto, fechou suas contas em agosto com superávit, o que não ocorria desde 1.998, e já são executadas obras com recursos próprios.

Há sinais, portanto, de que a Paraíba está fazendo o seu dever de casa e que não é justo ser castigada mais uma vez pelo governo federal. Não dá mais para calar.

Josival Pereira