João Pessoa 24/05/2018 11:56Hs

Início » Destaque » Disputa da OAB: Marcos Souto Maior rompe com Caius Marcellus

Disputa da OAB: Marcos Souto Maior rompe com Caius Marcellus

Após desistir de disputar a OAB para apoiar outra postulação, o advogado Marcos Souto Maior surpreendeu e na tarde desta quarta-feira (17) anunciou rompimento com a postulação de Caius Marcellus.

Em breve entrevista a imprensa, o advogado explica os motivos do racha. Traição e covardia foram um dos motivos citados pelo advogado para justificar a atitude.

Leia:

“Tive meu nome lembrado, por muitos e leais colegas, para participar das eleições da Seccional da OAB-PB. Os jovens advogados bem que entenderam a minha mensagem de mudança na OAB para melhorar a advocacia!

A conclamação da juventude deu certo, pois vários jovens advogados começaram a se movimentar para fortalecer as prerrogativas e contra o aviltamento dos honorários. O advogado merece respeito! Em pesquisa informal meu modesto nome ficou em posição privilegiada e, as mudanças propostas iam desde a campanha ‘DIRETAS JÁ NA OAB’, onde a eleição dos dirigentes no Conselho Federal se dar pela via indireta, bem ainda, acabar com a ‘CHAPA CAIXÃO’, onde se vota num amontoado de advogados, sem que cada um identifique os votos obtidos.

Fui convidado por Caius Marcellus, em visita ocorrida no nosso escritório e, a ideia de formar um grupo coeso e determinado para frear a antipática figura da reeleição. Ao curso da campanha, Caius se mostrou retraído, indeciso e incapaz de colocar a chapa na rua… Ajudamos até onde pudemos, mas tudo tem limites! Rompemos com Caius porque temos coragem suficiente para encarar traições políticas.

Aprendi que na advocacia não há lugar para covardes e traidores. Iremos votar livre e desembaraçadamente sem medo de ser feliz. Sou jovem e terei tempo para, se Deus quiser, juntar-me aos do bem para mudar a OAB melhorando a advocacia paraibana! Respeito os pensam o contrário, mas não voto em Caius Marcellus e pedirei aos colegas que livremente escolham outra opção.”

PB Agora