João Pessoa 23/04/2018 13:43Hs

Início » Destaque » Em entrevista, Vereador José Farias fala sobre projeto aprovado que beneficia professores de Santa Rita

Em entrevista, Vereador José Farias fala sobre projeto aprovado que beneficia professores de Santa Rita

jose vereadorAprovado projeto de lei do vereador José Farias (PT), que beneficia professores da rede municipal de ensino com a redução de um terço de horas aula. Com isso, os professores terão tempo para prepararem planos de aulas mais completos e se capacitarem, levando mais qualidade na educação do município de Santa Rita.

Confira com exclusividade entrevista ao Portal DIÁRIOPB do vereador José Farias sobre lei aprovada de sua autoria, que beneficia professores de Santa Rita.

Como foi idealizado esse projeto? Esse projeto foi idealizado desde a aprovação da lei do piso Nacional dos professores, lei 11.738/08 pelo governo federal. Desde a aprovação dessa lei que nós comecemos discutir como que seria pra cumprir a carga horária e foram muitas discussões, muitos debates e finalmente tivemos a oportunidade neste governo instalado na nossa cidade agora.

Quantos serão os beneficiados e o que eles ganham na prática? Acredito que cerca de mil educadores foram beneficiados no âmbito de nosso município. Esses educadores ganharão horas atividades para planejar aulas além de um grande benefício que é horas para estudos e capacitações.

Como será feita essa redução? Será feita de uma vez ou divididos durante a semana? De fato não houve redução de carga horária , houve apenas divisões de como se cumprir a carga horária que tínhamos. Das 25 horas semanais os professores e educadores trabalharão apenas 17 horas em sala de aulas e o restantes das horas serão cumpridas em mais 4 horas para planejamento , reuniões de país e mestres, correção de provas . As demais horas no total de 4 hs serão cumpridas nos estudos e capacitações do referido profissional .

Haverá a necessidade de contratação de novos profissionais para complementar essa redução de carga horária? Bem, em estudos feitos junto ao Ministério Público o que percebeu-se foi que haverá sim um número pequeno de professores contratados, ou seja na sua maioria português e matemática.

Por que os professores de outras matérias não foram contemplados, apenas os de matemática e de português? Foi sim, todos os profissionais do magistério foram contemplados, dos professores de educação básica aos supervisores.

Como o senhor avalia a educação no município atualmente e o que será preciso para melhorar o quadro? Avalio a educação do município de Santa Rita com bastante preocupação. A educação de nosso município esta em estado de calamidade. Quer uma prova? Uma educação em que os alunos passam quase todo ano sem obter as aulas necessárias por falta de professores por incompetência do gestor (prefeito) que mesmo sabendo de toda essa demanda nunca se preocupou em por exemplo fazer os contratos recomendados, inclusive pelo Ministério Público, não podemos afirmar que essa educação não esteja com problemas. Esses problemas da falta de professores, foi até dia 29 de setembro quando assumiu Netinho de Varzea Nova. Assim que assumiu entre 12 a 15 dias o quadro dos professores estava totalmente completo no sistema municipal de educação e nossos alunos tendo as aulas normais.

Bem e pra melhorar a educação é necessário investir na educação, de que forma? A meu ver o primeiro passo é formando professores em curso de capacitação, o segundo passo é melhorando a parte física de nossas escolas e a terceira fazendo um grande projeto de intervenção em que possamos absorver um grande número de alunos no nosso sistema de ensino.

Houve no passado a necessidade da intervenção do ministério público para que o projeto fosse debatido, o que aconteceu naquela ocasião? Não só ano passado, nossos embates com gestões passadas sempre nos levaram ao MP. Ano passado não fomos muito ao Ministério Público, o ano que mais ocupamos foi 2015, gestão passada, uma vez que nossa categoria não tinha nossas reivindicações garantidas ai sim, íamos até ao MP e sempre bem recebidos. Naquelas ocasiões sempre fomos atendidos de forma respeitosa naquele órgão ministerial e por aqui quero inclusive agradecer a intervenção dele e dizer que valeu apenas.

Agora que foi aprovado na câmara, qual é o caminho que o projeto toma agora? Agora depois de ser aprovado o projeto tem que ser sancionado pelo prefeito e publicado, pois a partir daí valerá como lei municipal.

Existe mais projetos relacionados a educação para o município? Sim existem, quero aprovar alguns projetos: Sobre a Semana de debate a educação municipal, estrutura da secretaria de educação, Lei que cria grêmios estudantis nas escolas, lei que cria equipes pedagógicas nas escolas dentre outras.

DIÁRIOPB