João Pessoa 18/08/2018 18:01Hs

Início » Destaque » Empresa diz que motorista está em choque, mas deverá depor sobre acidente

Empresa diz que motorista está em choque, mas deverá depor sobre acidente

“Motorista não fugiu, ele deixou o acidente depois de chamar o Samu e ser amparado por amigos. Foi uma fatalidade. O local sem sinalização e ainda foi trancado por veículos”, disse a empresa, ao contestar versão de delegado

CBTU EXISTEO motorista de 55 anos deverá se apresentar na tarde de terça-feira (1º) na 6ª Delegacia Distrital, em Santa Rita, na Grande João Pessoa. A informação foi confirmada pelo gerente operacional de tráfego do Sistema Integrado Metropolitano, Luiz Carlos. Ele conduzia o ônibus que se envolveu em uma batida com um trem em Santa Rita, nessa segunda-feira (29). Quatro mulheres morreram e 10 pessoas ficaram feridas.

“Nos comprometemos com o delegado que o motorista vai ser apresentar na delegacia às 14h desta terça. Vamos espera-lo chegar à empresa para saber se ele tem condições psicológica para prestar depoimento. O motorista está em estado de choque, ainda”, falou o gerente.

O motorista é funcionário da empresa há 17 anos e considerado de boa conduta. “Não temos o que dizer dele [motorista]. Um pai de família, uma pessoa evangélica e comprometida com o seu trabalho. Foi uma fatalidade”, falou o gerente.

Nessa segunda (29), em entrevista ao programa Cidade Alerta PB, TV Correio, o delegado Seccional de Santa Rita, Everaldo Medeiros, revelou que o motorista teria fugido do local e até o fim da noite não havia sido localizado. Entretanto, o gerente de tráfego da empresa contestou dizendo que o condutor deixou o local por questões emocionais.

“O motorista não fugiu, ele deixou o acidente depois de chamar o Samu e ser amparado por amigos. Foi uma fatalidade. O local sem sinalização e ainda foi trancado por veículos”, disse Luiz Carlos.

De acordo com o perito criminal, Lúcio Flávio, do setor de engenharia forense do Instituto de Polícia Científica (IPC), o laudo sobre o acidente deverá ficar pronto no máximo em 30 dias.

Portal Correio