João Pessoa 23/06/2018 14:04Hs

Início » Destaque » Escolas de samba do Rio que criticaram o governo tiveram as maiores notas

Escolas de samba do Rio que criticaram o governo tiveram as maiores notas

Beija-Flor foi a grande campeã Paraíso do Tuiuti ficou em 2º

Prédios do Congresso Nacional e da Petrobras foram retratados pela Beija-Flor

As maiores notas do carnaval 2018 do Rio de Janeiro foram para escolas que criticaram o modelo político-social brasileiro durante o desfile na Marquês de Sapucaí. A apuração aconteceu nesta 4ª feira (14.fev.2018) e, em decisão apertada, a Beija-Flor de Nilópolis se consagrou a grande campeã. Com 269,6 pontos, ficou 1 décimo à frente da 2ª colocada, a Paraíso do Tuiuti.

A Beija-Flor, que desfilou na madrugada de 3ª feira (13.fev.2018), teve como enredo o “Monstro é aquele que não sabe amar: os filhos abandonados da pátria que os pariu”. As alegorias da escola abordaram a corrupção, o abandono infantil e a intolerância em 1 desfile-ópera.

Relacionando o governo com Frankenstein, a Beija-Flor inverteu a lógica da monstruosidade. A agremiação questionou se o monstro é a criatura de aparência repugnante ou se é o criador, uma figura repleta de egoísmo e arrogância.

A escola ganhou seu 14º título. Com este, foram 9 títulos conquistados nos últimos 20 anos.

A escolas Grande Rio e Império Serrano foram rebaixadas para o Grupo de Acesso.

PARAÍSO DE TUIUTI

A 2ª colocada, a Paraíso do Tuiuti, fez uma crítica direta ao Presidente Michel Temer, que foi retratado na última alegoria da escola, como “vampirão neoliberalista”. O professor de história Léo Morais, vestia terno, gravata, 1 esplendor formado por notas de dinheiro e uma faixa presidencial.

A escola teve como tema de enredo “Meu Deus, meu Deus, está extinta a escravidão?”. Abordou o passado e o presente dos trabalhadores no país. Entre as críticas apresentadas, estavam as reformas aprovadas pelo governo Michel Temer e movimentos sociais que defenderam o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

MANGUEIRA

A 2ª maior vencedora da folia carioca (19 títulos –atrás apenas da Portela, 22), Estação Primeira de Mangueira, ficou em 5º lugar com 269,3 pontos. O enredo da escola foi “Com dinheiro ou sem dinheiro, eu brinco” e criticou o corte de verbas destinadas ao Carnaval promovido pela Prefeitura do Rio, no comando de Marcelo Crivella (PRB).

Em 1 dos momentos do desfile, o prefeito chegou a ser retratado como Judas. Crivella é bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus.

Veja o resultado final da apuração:

1º Beija-Flor de – 269,6
2º Paraíso do Tuiuti – 269,5
3º Salgueiro – 269,5
4º Portela – 269,4
5º Mangueira – 269,3
6º Mocidade – 269,3
7º Unidos da Tijuca – 269,1
8º Imperatriz – 268,8
9º Vila Isabel – 268,1
10º União da Ilha – 267,3
11º São Clemente – 266,9
12º Grande Rio – 266,8
13º Império Serrano – 265,6

Com informações da Agência Brasil

Autores