João Pessoa 23/05/2018 20:44Hs

Início » Destaque » “Estou bastante satisfeita”, diz Dilma sobre votação da meta fiscal

“Estou bastante satisfeita”, diz Dilma sobre votação da meta fiscal

dilma felizNa quinta-feira (4), a presidente Dilma Rousseff comentou a decisão do Congresso Nacional de aprovar o texto-base da proposta enviada pelo governo federal que derruba a meta fiscal prevista para 2014.  “Estou bastante satisfeita”, disse ao chegar a Quito, no Equador, onde participa da Cúpula da Unasul, grupo de 12 países da América do Sul.

Nesta sexta-feira (5), Dilma participa da reunião com os presidentes dos países do bloco, além da inauguração da sede da Unasul – um edifício moderno que teria custado ao governo equatoriano US$ 38 milhões e se chamará Nestor Kirchner, em homenagem ao ex-presidente argentino morto em 2010.

“É preciso respeitar as urnas”, afirma Dilma Rousseff

Ao assinar um convênio com o governo de São Paulo, nesta quinta-feira (4), para liberação de verba para a construção de sistema de abastecimento de água, a presidente Dilma Rousseff destacou que, passadas as eleições, é preciso respeitar a vontade do eleitor brasileiro.

“Durante a campanha é natural divergir, é natural criticar, é natural disputar e, mesmo, em alguns momentos, é compreensível que as temperaturas se elevem. No entanto, depois de eleitos, nós temos de respeitar as escolhas legítimas da população brasileira. Em um país que preza a democracia e está em um processo de aprofundar cada vez mais a sua democracia, são extremamente necessárias as relações republicanas e parceiras”, disse a presidente.

Dilma recebeu o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, para assinatura de convênios no valor de R$ 3,24 bilhões. Os dois destacaram a boa relação entre o Palácio do Planalto e o governo de São Paulo.

Alckmin enumerou convênios com o governo federal para redução da miséria, a construção de 100 mil moradias no Minha Casa Minha Vida, a construção da hidrovia Tietê-Paraná, a implantação do monotrilho de São Bernardo do Campo, a construção do Rodoanel Norte e do Ferroanel.

“A nossa palavra é de agradecimento. Temos aqui um excelente exemplo de relação federativa, entre o governo federal e o governo estadual. Quero aqui destacar os valores e princípios que devem nortear a política. Os princípios do interesse público, de servir e de unir os esforços para fazer mais, nortearam nossos trabalhos desde 2011. Tenho certeza de que o bom diálogo e o bom trabalho vão continuar. Quero reconhecer a agradecer o esforço da presidente Dilma, republicano e louvável, na análise dos projetos extremamente importantes para os brasileiros de São Paulo. Conte conosco”, acrescentou o governador de São Paulo.

“Vou dar sequência à forma de relacionamento que nós construímos ao longo dos quatro anos do meu governo e do governo Alckmin”, complementou Dilma.

A presidente também enalteceu a relação republicana com o governo do Estado de São Paulo na solução de problemas como o da falta de água.Dilma destacou que o financiamento da Caixa, por meio de PPP para o Sistema Produtor de São Lourenço, deve beneficiar 1,5 milhão de pessoas e se juntará à pauta das demais medidas que governo federal e governo do estado têm construído para enfrentar a crise hídrica.

“Eu tenho certeza que, hoje aqui, nós damos mais um passo no sentido de evitar uma situação crítica no maior estado com esse financiamento a São Lourenço”, afirmou Dilma.

Ela garantiu dar sequência aos projetos de investimentos em segurança hídrica apresentados pelo governo do Estado de São Paulo, e em discussão no governo, logo no início de 2015.

Dilma destacou ainda o volume de recursos em mobilidade urbana para cerca de 33 municípios no Estado. De acordo com ela, do montante de investimentos que chega a quase R$ 58 bilhões, em torno de R$ 30 bilhões é do governo federal, o que corresponderia a 51% do total.